Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
 

Sornoza chega para ajudar e ser alternativa a Jadson no Timão

 
       
  Segundo Arthur Sandes (UOL),

o ex-camisa 10 do Fluminense dá opção a Carille e chance de descansar Jadson

 
  Por:

Voz da Fiel

07/01/2019 07:23:37  
       
 
 
 
       
     
  Foto: Estadão  
       
  Júnior Sornoza ainda não foi anunciado, mas já é tratado no Corinthians como um dos reforços para a temporada. O equatoriano tem tudo acertado e espera apenas a resolução de uma pendência no visto de trabalho para assinar contrato. Quando oficializar sua chegada, o maior garçom do Brasil em 2018 será muito bem recebido no clube - principalmente por Jadson.

Sornoza deu 134 assistências para finalizações no ano passado, o melhor número entre todos os jogadores da Série A. Ele só não teve maior destaque porque a pontaria do Fluminense não esteve à altura, e apenas oito daqueles lances viraram gols. Seja como for, o meia de 24 anos tem credenciais mais do que suficientes para melhorar o setor de criação do Corinthians, que tem ido tão mal ultimamente.

Em 2018, Jadson foi o único jogador digno da camisa 10 no Alvinegro, que vendeu Rodriguinho, usou Danilo de centroavante e ainda não conseguiu extrair o melhor de Araos. As outras peças só combinam com os lados do campo, de modo que havia uma deficiência de meias armadores no elenco. Sornoza chega justamente para exercer esta função, sendo um adicional ou uma alternativa a Jadson.
 
      
 
 
 
  O meia veterano vem de ótima temporada, tendo sido artilheiro do Corinthians com 15 gols. Mas seus 35 anos já não o permitem jogar todas as partidas, tanto que ele jogou apenas 60% do tempo em que o time esteve em campo no último ano (4.020 em 6.660 minutos). Neste cenário cresce a importância de Sornoza: ele pode ser usado junto a Jadson, entre a ponta direita e o meio; ou dar descanso ao camisa 10 quando combinar com Ramiro nas mesmas funções.

A falta de criatividade foi um dos principais problemas do Corinthians em 2018. No Brasileirão, o time foi o que menos trabalhou a bola no último terço do campo (24% do tempo) e o que menos tentou finalizações (média de 10,6 vezes por jogo), além de ter sido um dos que menos acertou o gol (3,2). Melhorar estes números é uma das metas de Carille em seu retorno ao clube.

Sornoza já se apresentou ao CT Joaquim Grava na última quinta-feira (3) e conheceu os novos companheiros, mas aparições públicas com a camisa do Corinthians - incluindo treino nos campo - estão suspensas até que o contrato seja assinado.