& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

São Paulo teve a chance de ter Ralf, mas não viu potencial e o dispensou

 
       
 

o ídolo Corinthiano, Ralf poderia ter conquistado o Paulista pelo SPFC em 2005

 
  Por:

Voz da Fiel

20/04/2019 05:35:21  
       
 
 
 
       
   São Paulo teve a chance de ter Ralf, mas não viu potencial e o dispensou   
  Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press  
       
  Pouquíssimos jogadores podem se gabar de ter disputado mais de 400 partidas pelo Corinthians. Menor ainda é o grupo formado pelos que conquistaram títulos importantes como o Mundial de Clubes, Libertadores e Brasileiro. Por isso, não é de se estranhar que o nome de Ralf seja tão ligado ao clube alvinegro. Até aí, nenhuma novidade. Porém, o que poucos sabem é que o meio campista ficou perto de escrever a sua história justamente pelo rival na final do Campeonato Paulista deste ano, o São Paulo.

Mais do que isso, fosse o destino um pouco diferente, Ralf poderia ter participado do elenco da última conquista do Tricolor no estadual, em 2005. Em 2004, pelo Taboão da Serra, ele foi um dos destaques em sua posição. Coincidentemente, o goleiro Sidão, que fez a categoria de base no Corinthians e depois viria a jogar no Tricolor, também defendia a equipe da Grande São Paulo.
 
      
 

 
  Com o bom desempenho pelo Taboão, Ralf foi levado para tentar a sorte no São Paulo, em 2005. Lá, integrou o elenco que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior - torneio considerado vitrine para os jogadores da base. A equipe tricolor fora eliminada pelo Nacional, após empate por 1 a 1 no tempo normal e derrota nos pênaltis nas quartas de final.

No total, Ralf ficou seis meses no time do Morumbi, mas não conseguiu convencer. "Foi uma passagem muito curta, de seis meses. Não cheguei a me ambientar ao São Paulo", contou o volante, em sua apresentação na primeira passagem pelo Corinthians, entre 2010 e 2015.

Neste hiato entre o Tricolor e o Alvinegro, ele passou por diversos clubes, como XV de Jaú, Noroeste e Grêmio Barueri. Já pelo Corinthians, ele vai completar amanhã a sua partida de número 405 e poderá colocar mais um título na sua coleção.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: José Eduardo Martins (UOL)