& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Ronaldo afirma: Cássio é o maior goleiro da história do Timão

 
       
 

recordista, o ex-goleiro Ronaldo fez essa afirmação em sua conta pessoal no Instagram

 
  Por:

Voz da Fiel

28/02/2019 08:45:17  
       
 
 
 
       
   Ronaldo afirma: Cássio é o maior goleiro da história do Timão   
  Foto: Javier Gonzalez Toledo/Gazeta Esportiva  
       
  Recordista de jogos como goleiro pelo Corinthians, único a superar Cássio na posição, o goleiro Ronaldo Giovanelli voltou a se render à grandeza do camisa 12. No dia em que o seu mais bem sucedido sucessor defendeu dois pênaltis e classificou o Alvinegro para a segunda fase da Copa Sul-Americana, o arqueiro campeão brasileiro em 1990 chamou o atual dono da posição de maior da história do clube.

“Parabéns, Gigante. Você é o maior da história do Corinthians”, exclamou Ronaldo, em caixa alta, na legenda de uma foto em que aparece ao lado de Cássio. Algo que chamou a atenção foi a interação de outra lenda das metas, mas do arquirrival Palmeiras.

Marcos, um dos maiores ídolos do arquirrival, comentou na foto. “Dois monstros, em todos os sentidos”, escreveu, sendo elogiado pelos corintianos. “Você não vale, é amigo”, concluiu Ronaldo.
 
      
 

 
  O mesmo Ronaldo já havia afirmado isso depois de uma série de bonitas defesas do Gigante no ano passado, contra o Botafogo, pelo Brasileiro.

Naquela ocasião, porém, não havia uma classificação em jogo. Questionado sobre o tema seguidas vezes, Cássio sempre deixa claro seu respeito por Ronaldo pela longevidade com a camisa do Corinthians. Com 395 jogos, ele está 207 duelos atrás do ídolo da Fiel, campeão também dos Paulistas de 1988, 1995 e 1997, além da Copa do Brasil de 1995.

“Espero que, daqui a algum tempo, digam: “Nos anos 2000 e alguma coisa, o Cássio jogou e fez o seu melhor pelo Corinthians. Na época dele, o Ronaldo fez o seu melhor”. Porque, na minha opinião, o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians. Falo isso por tudo o que passou. Ele pegou uma fase em que as equipes rivais, principalmente o Palmeiras, estavam muito fortes”, disse Cássio.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Gazeta Esportiva