& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Relação azedou, Emílio Odebrecht perdeu o título no Corinthians

 
       
 

Emílio perdeu o título de sócio benemérito do clube

 
  Por:

Voz da Fiel

07/02/2019 17:37:11  
       
 
 
 
       
   Relação azedou, Emílio Odebrecht perdeu o título no Corinthians   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Principal nome da construtora do estádio do Corinthians, Emílio perdeu o título de sócio benemérito do clube. A relação está desgastada desde que problemas na Arena foram apresentados ao público.

O conselheiro Romeu Tuma Junior questionou o título dado ao principal nome da construtora, ele alegou que para alguém ganhar esse titulo a pessoa tem que ter sido sócio do clube por vinte anos e ter cumprido dois mandatos como conselheiro, o que não era o caso do Emilio Odebrecht.

Por meio das mãos dos conselheiros e do próprio conselho do Corinthians começa a ficar evidente um começo de fastamento entre o Corinthians e a construtora responsável pela obra da Arena Corinthians.
 
      
 

 
  Mesmo com esse suposto afastamento político entre clube e construtora, existe ainda uma relação comercial que precisa de solução. Segundo o jornalista Eduardo Ohata o presidente Andrés Sanchez afirmou que a dívida atual da Arena Corinthians estaria em 1,34 bilhão de reais.

Ainda segundo Ohata, houve também a divulgação de outros números pela mídia que a dívida na verdade estaria por volta de 600 milhões, mas o próprio Andrés reconhece o valor da dívida como 1,34 bilhão de reais, sendo: 800 milhões para a construtora Odebrecht (mais juros) e 400 milhões para a Caixa.

O foco agora no Corinthians é abater esse valor da dívida com a construtora Odebrecht em função de obras que não foram feitas, que estavam previstas no projeto e que faz parte do montante cobrado pela construtora.

A construtora alega que tudo foi entregue e que da sua parte não existem tais pendências.
 
      
  Para ler o conteúdo completo e original dessa notícia, então acesse: Yahoo Esportes  
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Eduardo Ohata (Yahoo Esportes)