});
& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Pacaembu, Arena ou terceira opção: Corinthians busca onde jogar

 
       
  Segundo Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva),

em maio o Timão vai ter que encontrar um estádio para jogar

 
  Por:

Voz da Fiel

13/04/2019 07:24:44  
       
 
 
 
       
   Pacaembu, Arena ou terceira opção: Corinthians busca onde jogar   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O Corinthians vive a preparação para o primeiro duelo da final do Campeonato Paulista, contra o São Paulo, no domingo, no estádio do Morumbi, mas já programa o que fazer depois do Estadual. Com a Arena agendada para fechar após a partida contra a Chapecoense, confirmada para o dia 24, o Alvinegro sonda onde mandar suas partidas a partir dali.

“Vamos sentar com a comissão e a empresa para ver o que acarreta esses três quatro dias aí. (Depois disso) ainda não dá pra saber”, comentou o presidente Andrés Sanchez. Opção natural, o estádio do Pacaembu ainda não está liberado para receber jogos do Campeonato Brasileiro devido a um déficit na iluminação requisitada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A entidade pede 800 lux, unidade de medida da intensidade da luz, enquanto o estádio municipal paulistano tem apenas 600 lux.
 
      
 
 
 
  “Tem que ver. O São Paulo vai ter que jogar lá, o Santos vai ter que jogar. Campo vai ter, tem que ver as datas”, observou Andrés, lembrando que o Tricolor também terá de ceder seu estádio para a Copa América, enquanto o Peixe tem mandado cada vez mais jogos em São Paulo.

O Timão, porém, não acredita que ficará muito tempo longe da sua arena. Ainda que tenha de ceder o local para a Conmebol um mês antes da Copa América, marcada para o dia 14 de junho, o Alvinegro acredita ser possível fechar o local depois do Paulista e utilizá-lo em alguns jogos antes do torneio continental.

Mandar os jogos em estádios fora de São Paulo é vista como uma terceira opção pouco popular devido à logística de viajar para ser mandante. Preocupada com o calendário, a comissão técnica quer diminuir os deslocamentos o máximo possível.