& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Mesmo na reserva, Ramiro segue com moral no Corinthians

 
       
 

no dia a dia o jogador demonstra caráter e dedicação, agradando a comissão técnica e aos companheiros

 
  Por:

Voz da Fiel

22/03/2019 09:59:29  
       
 
 
 
       
   Mesmo na reserva, Ramiro segue com moral no Corinthians   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O meio-campista Ramiro chegou ao Corinthians com o moral de dois anos e meio como peça fundamental no vitorioso Grêmio de Renato Gaúcho, mas ainda não conseguiu ficar perto do nível apresentado em Porto Alegre. No clube, porém, o começo do atleta ainda é muito mais permeado por elogios do que por críticas a respeito do seu desempenho dentro de campo.

Presente em nove jogos na temporada, sendo oito deles como titular, Ramiro perdeu espaço com a chegada de Júnior Urso, sem conseguir mostrar onde rende melhor. Escalado como segundo volante no começo, ele não participou de cinco dos dez jogos na sequência invicta recente da equipe. A alternativa contra Ceará e Ituano foi colocá-lo na ponta direita, outra vez sem o sucesso esperado.

Ainda assim, o atleta foi elogiado espontaneamente pelo técnico Fábio Carille depois do embate em Itu, na quarta-feira. No meio de uma resposta sobre a marca de 400 jogos completada pelo goleiro Cássio, o treinador fez questão de elogiar o ex-gremista. “Para chegar a uma marca dessa tem que ter caráter, ser homem demais (…) não é só ser bom goleiro. Como o Ramiro, que fez 250 jogos pelo Grêmio, não é fácil isso”, ressaltou Carille.
 
      
 

 
  A admiração do treinador já havia ficado clara desde a sua chegada no Brasil, vindo da Arábia Saudita, em dezembro. Ao comentar sobre a expectativa para a temporada, ele elogiou bastante a busca por Ramiro. “Esse é o perfil de jogadores que nós estamos buscando”, continuou.

Na diretoria, os elogios também são constantes. Chamado de “ético” e “trabalhador”, o atleta encantou os alvinegros com a facilidade para se enturmar. “Em três dias ele já era amigo de todo o mundo”, contou um dirigente à reportagem. “Vai encaixar, só questão de tempo”, completou.

Sem gols ou assistências, Ramiro deve ficar na reserva para o mata-mata do Campeonato Paulista, mas é visto como uma certeza caso o time tenha necessidades em grandes jogos, como clássicos decisivos. O primeiro embate das quartas de final será neste domingo, contra a Ferroviária, às 19h (de Brasília), em Araraquara.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)