& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Júnior Urso diz que o Corinthians aprendeu lição contra o Ceará

 
       
 

após mais uma classificação sofrida o volante vê o time mais preparado para as próximas decisões

 
  Por:

Voz da Fiel

05/04/2019 08:27:19  
       
 
 
 
       
   Júnior Urso diz que o Corinthians aprendeu lição contra o Ceará   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O volante Júnior Urso acredita que a derrota do Corinthians para o Ceará, na última quarta-feira, serve de lição para a partida contra o Santos, na segunda-feira, pela volta da semifinal do Campeonato Paulista. Na avaliação, o elenco corinthiano tem que entrar em campo mais “ligado” do que fez diante do Vozão, principalmente tendo em vista a vantagem menor contra o Peixe.

“Claro, é uma lição, tem que entrar ligado. Não que não tenhamos entrado ligados, mas precisamos jogar 100% para não acontecer o que aconteceu”, disse Urso, que viu o Vozão ficar com um a mais no segundo tempo e pressionar no final em busca de um segundo gol, que levaria a decisão para os pênaltis.
 
      
 

 
  “Procurar evitar que um adversário surpreenda com um chute, estar bastante atento. Espero que segunda-feira a gente consiga ser melhor do que foi”, continuou Urso. Para ele, porém, o vermelho levado por Cássio foi determinante no resultado final em Itaquera.

“O professor sabia da dificuldade do jogo, sabia que o Ceará chegou aqui no domingo, se preparou neste momento, e a gente está vindo de uma partida que nos desgastou contra o Santos. Estávamos descansados para jogar, mas infelizmente fomos surpreendidos pela expulsão”, avaliou o meio-campista.
 
 

 
  O Alvinegro se reapresenta na manhã desta sexta-feira, treina na manhã do sábado e do domingo, quando já inicia a concentração para encarar o Peixe no dia seguinte. Por ter vencido o primeiro jogo com o placar de 2 a 1, o Timão precisa apenas de um empate para avançar à decisão do Campeonato Paulista pelo terceiro ano consecutivo.  
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tiago Salazar (Gazeta Esportiva)