& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Jogadores do Corinthians admitem: bateu o cansaço

 
       
 

Boselli foi um dos que admitiu o cansaço, mas não hesitou em mostrar-se à disposição de Fábio Carille

 
  Por:

Voz da Fiel

02/05/2019 07:28:39  
       
 
 
 
       
   Jogadores do Corinthians admitem: bateu o cansaço   
  Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press  
       
  O Corinthians foi até a final do Campeonato Paulista, conquistou o título, e segue vivo tanto na Copa do Brasil quanto na Copa Sul-Americana. A equipe já fez 29 jogos na temporada e, por ora, o saldo é bastante positivo.

Mas, paralelo a isso, ninguém esconde a dificuldade em atingir os objetivos. O desempenho preocupa a comissão técnica e irrita analistas e torcedores mais exigentes. Para piorar, agora os próprios jogadores admitem que o desgaste físico tem sido um problema.

“Tem os exames, a parte fisiológica, o Carille conhece todo o mundo, sabe os jogadores que têm intensidade nos jogos, mas demos uma caída. Ele vai conversar com a comissão sobre o jogo de sábado, porque com certeza terá um sol para cada um lá, e a gente precisa de intensidade no jogo”, comentou Clayson, um dos mais cansados depois da vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, nesta quarta-feira.
 
      
 

 
  “Corrido, né? Um jogo atrás do outro. A gente se cobra para fazer o melhor, está muito pegado desde o começo do ano, então, às vezes, de repente, precisamos contar com o grupo. Quem entrar vai dar conta do recado”, apontou Cássio.

“São muitos jogos, e vamos precisar de todos. Fico feliz de poder ajudar o Corinthians, estar aqui desfrutando este momento. De fora, a gente acaba tendo uma leitura um pouco melhor, então, a gente entra para mudar. Muitas vezes quem vai mudar a partida é quem vem de fora”, explicou Vagner Love, que entrou no segundo tempo diante da Chape e mudou o jogo.

O próximo desafio do Corinthians é em Manaus, contra o Vasco, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Serão só dois dias de recuperação, já que o confronto está marcado para sábado, às 19h (de Brasília).
 
 

 
  “É verdade que estamos sentindo muito, não só eu, mas toda a equipe, a sequência de partidas, muita intensidade, mas o elenco é grande e o professor vai achar a melhor equipe para que todos estejamos 100%”, reconheceu o argentino Mauro Boselli, que sempre faz questão de salientar como o calendário brasileiro o assustou em sua chegada ao Brasil. Mesmo assim, o camisa 17 deve ser mantido entre os titulares. “Depende muito do que vai decidir o treinador. Estamos sempre à disposição de Fábio e ele sempre conversa com a gente, nos pergunta como estamos. E os jogadores são muito honestos quando precisamos descansar. É sempre importante que estejamos 100%. Me sinto seguro de que posso ajudar, são decisões do treinador. Quem decide é sempre o treinador”, avisou. Fábio Carille admitiu, em entrevista coletiva logo após o time vencer a primeira no Brasileirão, de que errou ao não rodar o grupo e também adiantou que ainda não poderá contar com Henrique, Danilo Avelar, Junior Urso e Gustagol, todos vetados pelos departamentos médico e físico.  
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tiago Salazar (Gazeta Esportiva)