& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Jadson treina sem limitações e deve jogar contra o Santos

 
       
 

o meia não apresenta limitações por causa das dores nos joelhos

 
  Por:

Voz da Fiel

06/03/2019 07:28:57  
       
 
 
 
       
   Jadson treina sem limitações e deve jogar contra o Santos   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O meia Jadson está de volta. O armador treinou normalmente na tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, e já não apresenta limitações por causa das dores nos joelhos, motivo pelo qual ele ficou afastado dos trabalhos com o restantes dos companheiros e passou as últimas duas semanas realizando fortalecimento nas pernas. Aparentemente, ele está liberado para ser utilizado pelo técnico Fábio Carille no clássico contra o Santos, no domingo, às 17h (de Brasília), na Arena.

Na atividade, o camisa 10 realizou aquecimento e um treino em campo reduzido, com passes curtos e troca de posição. Pouco depois, Carille separou dois times em um outro gramado do CT e utilizou o armador entre os reservas. As ausências foram o lateral direito Fagner, com um tempo de trabalho regenerativo maior, e o atacante Gustagol, ainda esperando um diagnóstico final da entorse no seu joelho esquerdo.

Os titulares, então, contaram com Cássio; Michel Macedo, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Sornoza; Pedrinho, Clayson e Boselli. Dentre os suplentes o comandante escalou Walter; Thiaguinho, Marllon, Pedro Henrique e Carlos; Richard, Ramiro e Jadson; André Luís, Mateus Vital e Vagner Love. O trabalho durou cerca de duas horas, orientado de perto pelo treinador. O próximo treino está marcado para a manhã desta quarta.
 
      
 

 
  A justificativa oficial para Jadson não atuar em cinco partidas oficiais da temporada, perdendo um clássico contra o São Paulo, uma eliminatória na Copa do Brasil e outra na Sul-Americana, foram as dores sentidas em ambos os joelhos. Em meio ao tratamento, porém, o jogador realizou um processo de recondicionamento físico e, na visão da comissão técnica, chega mais pronto para o mata-mata.

A ideia é que o atleta não sofra tanto com os seguidos jogos previstos de meio/final de semana durante a temporada a partir de agora. Aos 35 anos, Jadson ainda tem quase dois anos de contrato com o Alvinegro, vínculo válido até o final de 2020.

A única ressalva quando ao aproveitamento do atleta se dá pelo crescimento de Sornoza, estabelecido como titular, e a aparição de Pedrinho como um meia mais centralizado, diferentemente do que ocorrera até o momento. Soma-se a isso a contratação de Régis, outro concorrente para o setor.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)