& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Há 19 anos, Timão empatava com Real Madrid pelo Mundial 2000

 
       
 

com uma caneta histórica em Karembeu aos 18 minutos do segundo tempo, Edílson marcou um golaço que colocou o Alvinegro à frente no placar contra o Real

 
  Por:

Voz da Fiel

07/01/2019 18:07:20  
       
 
 
 
       
   Há 19 anos, Timão empatava com Real Madrid pelo Mundial 2000   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Um jogo histórico para o Corinthians completa 19 anos nesta segunda-feira (07). Em 2000, pelo Mundial de Clubes da FIFA, o Timão desafiou o gigante Real Madrid (ESP) e mostrou que tinha uma equipe do mesmo nível do time espanhol. No Morumbi, as equipes empataram por 2 a 2 e chegaram aos quatro pontos no Grupo A.

Depois de estrear com vitória sobre o Raja Casablanca (MAR), o Corinthians teve pela frente o maior desafio do torneio, um dos mais importantes na história do clube, no dia 07 de janeiro de 2000. O Real Madrid contava com nome de peso como Casillas, Karembeu, Roberto Carlos, Raul e Anelka, entre outros, todos estrelas de seleções nacionais.

Para começar a partida naquele fim de tarde, o técnico Oswaldo de Oliveira escalou Dida; Índio, João Carlos, Fábio Luciano e Kléber; Rincón, Vampeta, Marcelinho e Ricardinho; Edílson e Luizão.

O clima para o duelo era quente. Dias antes de a bola rolar, Juan Onieva, vice-presidente do Real Madrid, desdenhou de Edílson dizendo não conhecê-lo e que o camisa 10 precisaria de três vidas para chegar ao nível do volante merengue Christian Karembeu.

O “Capetinha”, então, decidiu mostrar para o dirigente quem era ele. Nos minutos iniciais da partida, todas as ações ofensivas corinthianas passavam pelos pés de Edilson, e o Timão controlava as ações do jogo. Apesar disso, quem abriu o placar foi o time espanhol. Aos 19 minutos, Roberto Carlos bateu falta da forma característica dele e no meio do caminho Anelka apareceu para desviar para o gol.
 
      
 

 
  O empate veio 10 minutos depois. Índio lançou da intermediária para Luizão na entrada da área. O atacante ganhou da marcação na força e rolou para Edilson na direita que, livre, encheu o pé e estufou as redes. Empolgado, o Corinthians aumentou a intensidade do duelo e passou a incomodar demais a defesa do Real Madrid, mas sem conseguir virar o jogo na primeira etapa.

Na volta dos vestiários, o Corinthians passou a ter mais dificuldades para criar oportunidades, apesar de ainda manter o controle da partida. Somente aos 18 minutos o Alvinegro criou uma grande chance, e ela foi fatal. Ricardinho acionou Edilson pela direita. O atacante limpou Roberto Carlos do lance, aplicou uma “caneta” maravilhosa em Karembeu e bateu firme para superar Iker Casillas.

O placar voltou a se igualar aos 25 minutos, quando o Corinthians vacilou no meio de campo e deixou Anelka livre para receber bom passe em profundidade. O francês driblou Dida e empurrou para o gol vazio.

O goleiro se vingou minutos depois. Aos 36, Fábio Luciano cometeu pênalti em Sávio. O francês chamou a responsabilidade para bater e parou em Dida, que garantiu o empate para o Corinthians.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Corinthians