Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
 

Gustagol se diz motivado com concorrência no ataque do Timão

 
       
  Segundo o Lance,

o atacante garantiu a vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre a Ponte Preta, neste sábado, a primeira do time no ano, no dia da estreia de Boselli e logo após o anúncio de Vagner Love

 
  Por:

Voz da Fiel

27/01/2019 09:26:23  
       
 
 
 
       
     
  Foto: Marco Galvão/Lance  
       
  No dia seguinte ao anúncio da contratação de Vagner Love e minutos depois de Mauro Boselli sair do banco para estrear pelo Corinthians, quem garantiu a primeira vitória do time na temporada foi um atacante menos badalado. Gustagol garantiu o 1 a 0 sobre a Ponte Preta, neste sábado, em Itaquera, e saiu de campo elogiando seus concorrentes internos.

- Esses jogadores qualificados que estão chegando só vêm para ajudar, para fortalecer cada vez mais o grupo. É como falo: venho procurando trabalhar bastante durante a semana e aproveitar as oportunidades que tenho para estar cada vez mais firme na equipe - declarou.

Gustagol balançou as redes três vezes em quatro partidas na temporada. Tem sido tão participativo em campo que só não tem mais gols porque teve um invalidado logo na estreia do Campeonato Paulista, no empate por 1 a 1 diante do São Caetano, na Arena Corinthians.
 
      
 
 
 
  Além do desempenho, o centroavante, que passou 2018 emprestado ao Fortaleza, pelo qual foi campeão da Série B do Campeonato Brasileiro, mostra uma vontade dentro de campo que chama atenção. Tanto que alguns torcedores já parecem ter esquecido de sua primeira passagem pelo time em 2016, quando não balançou as redes.

- O Fábio (Carille, técnico) gosta muito disso, mas vem muito de mim. Tenho essa garra, essa vontade e um bom preparo físico para ajudar a equipe na hora que precisar - prometeu, com um recado para os torcedores.

- Peço desculpas para alguns torcedores que interpretaram errado uma entrevista minha. Falei que alguns torcedores hoje me elogiam e, lá atrás, me criticaram muito e teriam que pedir desculpas. Não foi de uma maneira me achando, mas muito gratificante. Estou muito feliz, e isso está me fortalecendo cada vez mais para, quando eu entrar em campo, dar o meu melhor para buscar sempre o gol e os três pontos para a equipe.