& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Gringos no Timão: 47 jogadores, 18 países e 4 continentes, conheça nossa história

 
       
 

Os argentinos é a nacionalidade que mais vestiu a nossa camisa

 
  Por:

Voz da Fiel

29/05/2019 09:59:50  
       
 
 
 
       
   Gringos no Timão: 47 jogadores, 18 países e 4 continentes, conheça nossa história   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Desde 1910, 47 estrangeiros já vestiram a camisa do clube, sendo o último deles o meia equatoriano Sornoza. Já o atacante paraguaio Romero (222 jogos), que jogou entre 2014 até 2019, superou o colombiano Rincón (158 jogos) como o gringo com mais jogos pelo clube, seguido pelo goleiro Hungarês, que disputou 137 partidas.

Dos 47 gringos, apenas dez atuaram mais de 50 partidas pelo clube. Entre eles o peruano Paolo Guerrero, o maior artilheiro com 54 gols e o argentino Carlos Tevez, o segundo maior artilheiro com 46 gols.

Porém Tevez é o gringo com a melhor média de gols na história do Timão com 0,58 (78 jogos, 46 gols); seguido por Guerrero com a média de 0,41 (130 jogos, 54 gols) e pelo também argentino Herrera, com a média de 0,37 (59 jogos, 22 gols).
 
      
 

Gringos no Timão: 47 jogadores, 18 países e 4 continentes, conheça nossa história

 
 

Dos cinco principais continentes (sabemos que são seis continentes, mas Antártida nao conta né) América, Europa, África, Ásia e Oceania; o Timão já teve representantes estrangeiros de quatro continentes: América, Europa, África e Ásia.

A maior parte, obviamente vieram do continente Americano (América do Sul) com 34 jogadores, seguido da Europa com 7 jogadores e 5 jogadores dos demais continentes.

A Argentina é o país com mais jogadores que vistiram a camisa do Timão, com 11 jogadores no total, seguida por Paraguaia, 7 jogadores e o Uruguai também com 7 jogadores.

 
 

 
  O interesse do Corinthians pelos argentinos é prioritáriamente por atacantes e meias, 6 jogadores de um total de 11. Para os uruguaios e paraguaios a busca prioritária é por defensores; 4 jogadores de um total de 7 para o Uruguai e também 4 jogadores de um total de 7 para o Paraguai.

Na posição de goleiro, o Corinthians teve 4 gringos defendendo a nossa meta, com maior destaque para o hungaro José Lengyel, conhecido como "Hungarês". Ele defendeu o Timão durante 1934-1940 e foram 137 jogos, com 180 gols sofridos.

Já na posição de gringo que menos jogou pelo Corinthians temos o libanês Nasi Felippe, conhecido como "Amendoim". Ele era volante e atuou no Timão em 1929, com apenas 1 jogo e nenhum gol marcado.

 
 

Gringos no Timão: 47 jogadores, 18 países e 4 continentes, conheça nossa história

 
 

Os gringos do Paraguai são os que mais jogaram pelo Corinthians, 472 partidas, seguidos pelos argentinos com 296 jogos e pelos uruguaios com 232 partidas com a camisa do Timão.

Já os argentinos foram quem mais marcaram, com 79 gols, seguidos pelos paraguaios, com 57 gols e depois pelos uruguaios com 13 gols. Esses números já eram esperados por serem as nacionalidades com mais jogadores e jogos com a camisa do Timão.

Mesmo com forte influência dos africanos na nossa cultura, a África é o continente com menos representantes na história do Corinthians, com apenas um jogador. Mark Frank Williams, da África do Sul, era atacante e jogou pelo Timão em 1996. Foram apenas 3 jogos e nenhum gol marcado.

 
 

 
  Temos também, principalmente em São Paulo, uma enorme colônia de japoneses e o país asiático teve apenas um jogador atuando pelo Corinthians. Koichi Hashimoto, era meia e jogou pelo Timão em 1994. Foram apenas 2 jogos e nenhum gol marcado.

Dos países da Ásia, temos como destaque o meia libanês Abou-Rizk, conhecido como "Adnam". Era um meia que jogou pelo Corinthians de 1965-1970, foram 48 jogos e 6 gols marcados.

Da Europa o destaque vai para dois jogadores. Novamente o goleiro conhecido com "Hungarês", com 137 jogos e da Espanha o atacante José Armando Ufarte, conhecido como "Espanhol", ele jogou pelo Timão de 1961-1962, com 38 jogos e 9 gols marcados.

Quando o assunto é títulos com a camisa do Corinthians os destaques vão para:

• Taborda: Paulista 82
• Daniel González: Paulista 82/83
• Gamarra: Paulista 99 e Brasileiro 98
• Rincón: Paulista 98/99; Brasileiro 99 e Mundial 2000
• Tévez: Brasileiro 2005
• Mascherano: Brasileiro 2005
• Guerrero: Mundial 2012; Paulista 2013 e Recopa 2013
• Romero: Paulista 2017/2018 e Brasileiro 2015/2017
• Balbuena: Paulista 2017/2018 e Brasileiro 2017

 
  Gringos no Timão: 47 jogadores, 18 países e 4 continentes, conheça nossa história  
 

Para finalizar, segue abaixo a relação com as informações completas de todos os gringos que ajudaram a construir a gloriosa história do Corinthians, um time do povo e de todos os povos.

AMÉRICA DO SUL

Argentina (11 jogadores)
• Buttice (goleiro, 1974): 14 jogos, 12 gols sofridos
• Tevez (atacante, 2005-2006): 78 jogos, 46 gols
• Herrera (atacante, 2008): 59 jogos, 22 gols
• Defederico (meia, 2009-2010): 40 jogos, 3 gols
• Sebá Domínguez (zagueiro, 2005-2006): 40 jogos, 1 gol
• Mascherano (volante, 2005-2006): 26 jogos, 0 gol
• Boselli (atacante, 2019): 21, 2 gols
• Hector Veira (meia, 1975-1976): 20 jogos, 4 gols
• Martínez (atacante, 2012): 19 jogos, 2 gols
• Escudero (zagueiro, 2009-2010): 13 jogos, 0 gol
• Ávalos (zagueiro, 2000-2001): 6 jogos, 0 gol

Uruguai (7 jogadores)
• Daniel González Puga (zagueiro, 1982-1983): 72 jogos, 2 gols
• Hugo De León (zagueiro, 1985): 51 jogos, 0 gol
• Taborda (zagueiro, 1978-1982): 44 jogos, 2 gols
• Armando Graham Bell (zagueiro, 1943-1944): 10 jogos, 0 gol
• Acosta (atacante, 2008): 39 jogos, 9 gols
• Lodeiro (meia, 2014-2015): 11 jogos, 0 gol
• Santiago Silva (atacante, 2002): 5 jogos, 0 gol

Paraguai (7 jogadores)
• Romero (atacante, 2014-2018): 222 jogos, 38 jogos
• Balbuena (zagueiro, 2016-2018): 136 jogos, 11 gols
• Gamarra (zagueiro, 1998-1999): 80 jogos, 7 gols
• Balbuena (lateral-direito, 2009-2010): 16 jogos, 0 gol
• Villamayor (lateral-direito, 1996): 12 jogos, 0 gol
• Sergio Díaz (atacante, desde 2018): 4 jogos, 0 gols
• Gustavo Vieira (meia, 2016): 2 jogos, 0 gol

Chile (3 jogadores)
• Johnny Herrera (goleiro, 2006): 9 jogos, 13 gols sofridos
• Ángelo Araos (meia, 2018): 22 jogos, 0 gol
• Maldonado (volante, 2013): 8 jogos, 0 gol
• Cristian Suárez (zagueiro, 2008): 4 jogos, 0 gol

Colômbia (2 jogadores)
• Rincón (volante, 1997-2000 e 2004): 158 jogos, 11 gols
• Mendoza (atacante, 2015-2016): 31 jogos, 3 gols

Peru (2 jogadores)
• Guerrero (atacante, 2012-2015): 130 jogos, 54 gols
• Ramírez (meia, 2011 e 2014): 54 jogos, 5 gols

Equador (1 jogador)
• Sornoza (meia, 2019): 34 jogos, 0 gol

Bolívia (1 jogador)
• Arce (atacante, 2007): 34 jogos, 5 gols


EUROPA

Portugal (2 jogadores)
• Casemiro do Amaral (goleiro, 1911-1914 e 1918): 27 jogos, 37 gols sofridos
• Laurentino de Mello (meia, 1933): 7 jogos, 0 gol

Espanha (1 jogador)
• José Armando Ufarte "Espanhol" (atacante, 1961-1962): 38 jogos, 9 gols

Hungria (1 jogador)
• José Lengyel "Hungarês" (goleiro, 1934-1940): 137 jogos, 180 gols sofridos

Inglaterra (1 jogador)
• Colin Kâzin-Richards (atacante, 2017 - 2018): 37 jogos, 4 gols

Itália (1 jogador)
• Luiz Fabbi (centroavante, 1910-1913): 15 jogos, 4 gols

Polônia (1 jogador)
• Oleska Skorobahaty (atacante, 1965): 5 jogos, 0 gol


ÁFRICA

África do Sul (1 jogador)
• Mark Frank Williams (atacante, 1996): 3 jogos, 0 gol


ÁSIA

Líbano (2 jogadores)
• Abou-Rizk "Adnam" (meia, 1965-1970): 48 jogos, 6 gols
• Nasi Felippe "Amendoim" (volante, 1929): 1 jogo, 0 gol

China (1 jogador)
• Zizao (atacante, 2012-2013): 5 jogos, 0 gol

Japão (1 jogador)
• Koichi Hashimoto (meia, 1994): 2 jogos, 0 gol


Fonte utilizada para essa matéria: Almanaque do Timão (Celso Unzelte)
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Alexandre Gómez (Voz da Fiel)