& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Fábio Carille falou após a 1ª vitória do Corinthians no Brasileirão

 
       
 

Veja os principais trechos da entrevista coletiva do técnico do Timão

 
  Por:

Voz da Fiel

01/05/2019 18:26:15  
       
 
 
 
       
   Fábio Carille falou após a 1ª vitória do Corinthians no Brasileirão   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Carille responde sobre Vagner Love:

"Eu tenho a ideia ainda, vou insistir, mas preciso de ter tempo de trabalho para ter dois atacantes dentro da área. Acredito que com o trabalho, vamos ter de pontuar o máximo possível até a parada (da Copa América). Teremos de ser no sacrifício. Conheço o Love bastante. Vou insistir. Sei que quando ele está em campo o time cai tecnicamente, mas tem mais poder de fogo. Sei onde ele rende mais, mas me deu boas respostas pelos lados ou atrás do 9, como foi hoje".
 
      
 

 
  Carille fala sobre Carlos Augusto:

"Carlos, eu já acompanho desde a base há muito tempo. Eu sei do potencial dele como lateral e como quarto zagueiro. No período que ele subia para treinar, vinha de zagueiro e vinha muito bem, tem minha total confiança, um jogador que se não tivesse a seleção, no começo do ano, talvez o Avelar não teria oportunidade. Pela forma de trabalhar e conduzir o grupo, com certeza o Carlos começaria como titular, foi para a seleção e perdeu espaço, aí o Avelar tomou a posição. Mas estamos preparando um pouquinho aí, para colocar em campo o (Lucas) Piton, que tem muita qualidade técnica para a posição também".
 
 

 
  Carille fala sobre Bruno Méndez e Régis. Quando vão jogar?

"Não existe prazo para colocar jogador em campo. Inscrevi o Régis porque acredito no potencial dele. O Bruno é um jogador com um potencial muito grande. Vamos ficar sem ele por um bom tempo, foi convocado para a seleção do Uruguai sub-20. Não tem como programar. Não estamos conseguindo nem treinar, imagina programar entrada de jogador. Janderson está treinando há um bom tempo, é jogador de velocidade, imaginei ter velocidade para puxar contra-ataque. Foi bom para quebrar o gelo, tem muita personalidade".
 
 

 
  Fabio Carille sobre lesionados:

"Não conto com nenhum dos quatro ainda, provavelmente algum deles fará um jogo treino na segunda de manhã contra o sub-23 mas não conto e já cobrei ali na minha comissão, para a gente pensar bem o que fazer lá contra o Vasco. Em Manaus, calor, desgaste, viagem e sem treinar, por isso que eu parabenizo demais esses jogadores".

Carille finalizou a coletiva criticando o calendário de jogos:

"É uma loucura o nosso calendário para quem chega em todas as decisões."
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel