& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Erick Sloboda, preparador e amigo, conta como Love ficou fininho

 
       
 

o atacante fez uma reeducação alimentar e teve acompanhamento de treinador pessoal na Turquia; nesta quinta, Love será titular contra o Ferroviário

 
  Por:

Voz da Fiel

07/02/2019 13:30:17  
       
 
 
 
       
   Erick Sloboda, preparador e amigo, conta como Love ficou fininho   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Um Vagner Love quatro anos mais velho, mas numa versão "slim" (magro, no inglês). É assim que o atacante reestreia com a camisa do Corinthians nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), em Londrina, diante do Ferroviário-CE, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Aos 34 anos, o atacante admitiu em sua entrevista coletiva de apresentação que hoje está com cerca de cinco quilos a menos do que em 2015, quando foi campeão brasileiro pelo Corinthians.

Para isso, contou com a ajuda de um preparador físico brasileiro que viveu com ele na Turquia.

Preparador físico há 20 anos e amigo de Love desde 2010, Erick Sloboda foi o responsável por dar ao atacante trabalhos complementares aos treinos no Alanyaspor (entre 2016 e 2018) e no Besiktas (de 2018 a janeiro de 2019). Juntos por quase dois anos, mantinham uma rotina de até cinco treinos semanais com trabalhos específicos, em paralelo aos trabalhos dos clubes turcos.
 
      
 

 
  Em seu auge físico, Vagner Love chegou aos 76 quilos, com percentual de gordura de apenas 8%, na medição com compasso de dobras cutâneas. Tudo graças a treino e reeducação alimentar.

– Ele sempre foi muito bom em treino, mas nunca teve boa alimentação, comia muita comida. Ele diminuiu a quantidade. Faz um ano e meio que está nesta forma. Cortou fritura, parou de misturar carboidratos. E a parte física dele ajuda. A quantidade de massa muscular e a capacidade de responder ao treino são absurdas – destacou Erick, que segue na Turquia com outros atletas.

Love rescindiu com o Besiktas por conta dos salários atrasados. Ainda em dezembro, foi afastado pelo clube e passou a treinar com atletas sub-20. Em janeiro, nas duas últimas semanas antes de voltar ao Brasil, fez trabalhos só com outros atletas afastados. Um período de muito treino físico.

– Foi uma saída conturbada, ele ficou chateado no inicio, era o artilheiro do time até ser afastado. Quando começou o rumor de Corinthians, ele me falou: "Tenho que chegar muito bem, estou motivado". E aí, quando motiva, já era. De 6 a 25 de janeiro (dois dias antes da volta ao Brasil), trabalhamos dois períodos quase todos os dias. Ele voltou muito bem ao Brasil, só precisa de ritmo.

Preparador físico do Corinthians, Walmir Cruz confirmou na chegada de Vagner Love ao clube que o jogador estava em perfeito estado físico. Relacionado para o Dérbi no último sábado, ficou no banco na vitória por 1 a 0. Agora, em Londrina, fará sua reestreia na equipe.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)