});
& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Dia do Goleiro: Arqueiros que fizeram história no Corinthians

 
       
  Segundo o Corinthians,

durante mais de 100 anos de história, o Corinthians teve goleiros que fizeram história defendendo as traves alvinegras

 
  Por:

Voz da Fiel

26/04/2019 12:04:23  
       
 
 
 
       
   Dia do Goleiro: Arqueiros que fizeram história no Corinthians   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Gilmar

Nascido em Santos, Gilmar defendeu a meta corinthiana durante toda uma década. De 1951 a 1961, disputou 395 jogos pelo Timão. Após um primeiro ano difícil, tendo atuado pouco na campanha do título paulista de 1951, conquistou o bi, em 1952, como titular da posição.

Seguro, elástico e arrojado, foi uma das principais figuras da conquista do histórico título paulista do IV Centenário, em 1954, principalmente pelas defesas no empate em 1 a 1 com o Palmeiras que garantiu o troféu. Em 1958, ainda defendendo o Corinthians, sagrou-se campeão do mundo com a Seleção Brasileira na Suécia. Além dos três títulos estaduais, também conquistou o Torneio Rio-São Paulo, em 1954.
 
      
  Dia do Goleiro: Arqueiros que fizeram história no Corinthians  
  Tobias

José Benedito Tobias tem um lugar que muitos invejam na história do Corinthians: o de goleiro campeão paulista de 1977, da quebra do tabu de quase 23 anos sem títulos. Ágil, chegou ao Timão vindo do Sport e já consagrado no Guarani. O momento mais marcante dele com a camisa alvinegra aconteceu nas semifinais do Campeonato Brasileiro de 1976.

Após empate em 1 a 1 com o Fluminense no tempo normal, defendeu duas cobranças na disputa de pênaltis e fez a festa dos milhares de corinthianos que invadiram o Maracanã na histórica partida. Em três anos no Corinthians (1975 a 1978), Tobias representou as cores alvinegras em 125 jogos.
 
 
 
 
  Ronaldo

Aos 20 anos, Ronaldo estreou pelo Corinthians defendendo um pênalti do experiente Darío Pereyra na primeira partida do Campeonato Paulista de 1988 contra o São Paulo. No fim daquela competição, conquistou o primeiro título pelo Timão. Excelente debaixo das traves, dono de apurado reflexo, gostava de valorizar ainda mais as defesas.

Executando pontes acrobáticas que inspiraram o grito de toda uma geração de garotos que gostavam de jogar no gol: Ronaaaaldo! Em quase uma década defendendo o Timão, é o terceiro jogador que mais vestiu a camisa alvinegra: 602 jogos. Entre 1988 e 1998, Ronaldo conquistou três Campeonatos Paulistas (1988, 1995 e 1997), uma Copa do Brasil (1995) e um Campeonato Brasileiro (1990).
 
  Dia do Goleiro: Arqueiros que fizeram história no Corinthians  
  Ronaldo

Aos 20 anos, Ronaldo estreou pelo Corinthians defendendo um pênalti do experiente Darío Pereyra na primeira partida do Campeonato Paulista de 1988 contra o São Paulo. No fim daquela competição, conquistou o primeiro título pelo Timão. Excelente debaixo das traves, dono de apurado reflexo, gostava de valorizar ainda mais as defesas.

Executando pontes acrobáticas que inspiraram o grito de toda uma geração de garotos que gostavam de jogar no gol: Ronaaaaldo! Em quase uma década defendendo o Timão, é o terceiro jogador que mais vestiu a camisa alvinegra: 602 jogos. Entre 1988 e 1998, Ronaldo conquistou três Campeonatos Paulistas (1988, 1995 e 1997), uma Copa do Brasil (1995) e um Campeonato Brasileiro (1990).
 
 
 
 
  Dida

Dida defendeu o Corinthians em duas oportunidades, emprestado do Milan (ITA), ente 1999 e 2000 e de 2001 a 2002. Em ambas as passagens, conquistou títulos. Calmo, alto, dono de grande envergadura e boa colocação, era também um goleiro frio, a ponto de sair do gol simplesmente caminhando depois de Edmundo chutar para fora o pênalti que deu ao Timão o título mundial de 2000.

Passava muita segurança ao time, mas a maior especialidade dele era defender cobranças de pênalti. Chegou a pegar seis nos primeiros dez meses de clube, sendo quatro seguidos. Somando as duas passagens pelo Timão, disputou 94 jogos e conquistou um Mundial de Clubes Fifa (2000), um Campeonato Brasileiro (1999), uma Copa do Brasil (2002) e um Torneio Rio-São Paulo (2002).
 
  Dia do Goleiro: Arqueiros que fizeram história no Corinthians  
  Cássio

Cássio chegou ao Timão em 2012 e desde então se tornou o jogador com maior números de títulos conquistados pelo Corinthians - nove ao todo. Cássio será marcado por um goleiro decisivo em quase todos títulos do Corinthians na última década. Na final do Mundial de Clubes da FIFA, o goleiro de 1.95 metros brilhou e fechou o gol corinthiano, garantindo a vitória e o título ao Corinthians. Nessa partida, Cássio foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes da FIFA.

Além de recordes de título, Cássio também é o segundo goleiro a disputar jogos pelo Corinthians, atrás apenas de Ronaldo Giovanelli. Ao todo, o gigante soma 408 jogos pelo Timão. Os títulos de Cássio pelo Corinthians são: Campeonato Paulista (2013, 2017, 2018 e 2019), Recopa Sul-Americana (2013), Campeonato Brasileiro (2011 e 2015), Libertadores (2012) e Mundial de Clubes da FIFA (2012).