& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Clayson diz que tem fôlego para ajudar o Corinthians na Copa do Brasil

 
       
 

o jogador vem sendo decisivo nos últimos jogos e acredita estar recuperado para mais uma decisão

 
  Por:

Voz da Fiel

02/04/2019 09:01:57  
       
 
 
 
       
   Clayson diz que tem fôlego para ajudar o Corinthians na Copa do Brasil   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Clayson reencontrou seu melhor futebol na temporada de 2019. Confiante, seguro e ousado, o atacante foi crucial para o Corinthians nas quartas de final, com duas assistências diante da Ferroviária, e com o gol da vitória sobre o Santos na primeira semi do Campeonato Paulista.

“Fui feliz na finalização, consegui fazer o gol e ajudar o Corinthians, mas a equipe vem em uma crescente muito boa, fizemos um jogo concentrado, exploramos o ponto fraco do Santos e demos trabalho para eles. Estou feliz pelo momento, não só meu como da equipe, mas ainda não está nada definido. Temos que fazer um bom jogo de volta para aí, sim, comemorar”, comentou o jogador.
 
      
 

 
  Sem tempo a perder, o Timão já tem um novo desafio nessa quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela Copa do Brasil. O adversário é o Ceará, na Arena, com vantagem de 3 a 1 para os mandantes.

A tendência é que Fábio Carille mande a campo uma equipe alternativa, com titulares e reservas mesclados, já que na segunda tem desafio decisivo de novo contra o Santos, no Pacaembu. Mesmo assim, Clayson garante que pode jogar.
 
 

 
  “Acho que dá para se recuperar bem, sim. É desgastante, não só eu, mas a função de beirada é desgastante, mas vamos ver o que os exames vão apontar. Os médicos e a comissão vão apontar quem está melhor”, comentou, sem deixar de passar confiança aos companheiros que foram escolhidos.

“É entrar concentrado, virar a chave. Vamos esperar o que a comissão vai definir na quarta-feira. Tenho certeza que quem entrar vai entrar concentrado e vai dar conta do recado para não desconstruir o que fizemos no Ceará”, concluiu.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Gazeta Esportiva