& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Clayson alerta sobre força do interior: quem está lá quer nosso lugar

 
       
 

o Corinthians encara o Ituano, ex-clube do atacante, nesta quarta-feira; depois, decide futuro com a Ferroviária

 
  Por:

Voz da Fiel

19/03/2019 10:44:17  
       
 
 
 
       
   Clayson alerta sobre força do interior: quem está lá quer nosso lugar   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  Entre os titulares mais frequentes do Corinthians, quatro tiveram passagens por clubes do interior e da Grande São Paulo: os volantes Ralf, ex-Grêmio Barueri, e Júnior Urso, ex-Ituano e Santo André, e os atacantes Gustagol, revelado pelo Taboão da Serra, e Clayson, ex-Ituano e Ponte Preta.

Campeão paulista pelo time de Itu em 2014, quando tinha 19 anos, Clayson diz que tem alertado os seus companheiros sobre a força dos times do interior do estado.

Nesta quarta, o Timão visita o Ituano no Novelli Júnior, às 21h30 (de Brasília), na última rodada da primeira fase. Nas quartas de final, vai encarar a Ferroviária.
 
      
 

 
  O jogo entre Ituano e Corinthians terá transmissão ao vivo no Premiere para todo o Brasil, com narração de Jota Júnior e comentários de Ricardinho.

– A gente que já jogou em clube do interior costuma frisar bastante ali na hora da roda e no dia a dia com os companheiros que quem esta lá quer estar no nosso lugar aqui. Vão vir com faca nos dentes. É muito difícil enfrentar equipes do interior, têm muitos jogadores de qualidade, jogadores que já passaram por clubes grandes e jogadores que querem estar. Temos que entrar focados, mostrar por que estamos no Corinthians e buscar a vitória a todo tempo – destacou o jogador.

Apesar de já estar classificado, o Timão busca a primeira posição do Grupo C – hoje tem um ponto a mais que a Ferroviária. A equipe de Itu lidera o Grupo D, com três pontos a mais que o São Paulo.
 
 

 
  – O Ituano foi um clube que me abriu as portas, tenho um carinho enorme, fiz grandes amigos até hoje na cidade de Itu, um clube que me deu oportunidade para aparecer no profissional e pude desenvolver um bom futebol. O carinho fica sempre. Já trabalhei com o treinador deles (Vinícius Bergantin), que tem uma filosofia de trabalho muito boa, de toque de bola, de propor o jogo.

Depois de jogar no Ituano, Clayson chegou à Ponte Preta em agosto de 2015. Dois anos depois, chegou ao Corinthians, onde foi campeão brasileiro em 2017 e paulista na temporada seguinte.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)