& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Carille tenta manter hegemonia contra Cuca

 
       
 

o técnico do Timão nunca perdeu para o experiente comandante tricolor

 
  Por:

Voz da Fiel

26/05/2019 07:08:30  
       
 
 
 
       
   Carille tenta manter hegemonia contra Cuca   
  Foto: Marcos Ribolli/Globo Esporte  
       
  Passados 35 dias da final do Campeonato Paulista, Corinthians e São Paulo se reencontram neste domingo, em clássico válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena, em Itaquera, às 19h (de Brasília). Será o quarto embate entre os técnicos Fábio Carille e Cuca.

Fábio Carille chega para o Majestoso com um desafio: melhorar o desempenho do Corinthians. Embora venha de duas vitórias, uma pela Brasileirão, contra o Athletico-PR, e outra pela Copa Sul-Americana, contra o Deportivo Lara-VEN, o treinador não está satisfeito com a performance de sua equipe em muitos dos jogos de 2019.
 
      
 

 
  Na visão do técnico, a conquista do Paulistão em cima do São Paulo foi decisiva para amenizar a pressão no Timão e suficiente para respaldar seu trabalho na sequência posterior. O técnico, entretanto, traz na bagagem um excelente retrospecto em clássicos.

Além de estar invicto em tais jogos em 2019 e nunca ter perdido para Cuca nos três confrontos anteriores, coleciona 16 vitórias em 26 jogos oficiais contra São Paulo, Santos e Palmeiras. Aproveitamento superior a 69%.

Contra o Tricolor, são 11 jogos, seis vitórias, quatro empates e só uma derrota, no jogo de ida da semifinal do Paulistão do ano passado. Na volta, classificou-se à final e levantou a taça depois de bater o Palmeiras fora de casa.
 
 

 
  Cuca jamais venceu Carille em sua carreira, assim como o São Paulo nunca venceu o Corinthians em Itaquera.

Os três jogos entre Fábio Carille e Cuca:

• Palmeiras 0 x 2 Corinthians - 13ª rodada do Brasileirão de 2017
• São Paulo 0 x 0 Corinthians - final do Paulistão 2019, jogo de ida
• Corinthians 2 x 1 Sâo Paulo - final do Paulsitão 2019, jogo de volta
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Ana Canhedo (Globo Esporte)