& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Carille se vê em seu maior desafio como técnico do Corinthians

 
       
 

com pedidos atendidos e 15 novos atletas o treinador se vê em um cenário com muito mais pressão do que em 2017

 
  Por:

Voz da Fiel

28/03/2019 08:12:11  
       
 
 
 
       
   Carille se vê em seu maior desafio como técnico do Corinthians   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Fábio Carille conquistou o Campeonato o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro pelo Corinthians logo em seu primeiro ano como técnico de futebol, de fato, em 2017. No ano seguinte veio o histórico título do Paulistão em cima do Palmeiras dentro do Allianz Parque antes de rumar para a Arábia Saudita.

Agora tudo mudou. Carille voltou valorizado, como realidade e esperança, e não mais como aposta. Além disso, tem visto seus pedidos serem atendidos pela diretoria. Se antes Carille trabalhava com um grupo mais enxuto, opções não lhe faltam em 2019.
 
      
 

 
  “Desses três anos como técnico, esse aqui foi o mais difícil. 15 jogadores novos, com quem eu não tinha trabalhado. Sou muito sincero, não acreditava em passar pelo Racing, pelo conjunto e a dificuldade. Passamos, vai fortalecendo, não só eu como o grupo. Desacreditar de time de camisa é difícil”, admitiu.

Nessa busca pelo melhor time, aliás, tem a disputa entre Jadson e Sornoza no meio de campo. E um respeito pelas características de cada um do elenco, sem uma cobrança excessiva.
 
 

 
  “No nosso time só o Sornoza e o Jadson buscam finalização de média (distância). Hoje (nessa quarta) mesmo o Sornoza acertou um chute ali que era para fazer isso mesmo. Induzindo eles mesmo a trabalhar essa bola de fora da área. Eu não sou muito desse lado, sou simples. Você falar demais muitas vezes atrapalha. Vai convicto do que vai fazer. Não sou de falar muito, mantenho o mesmo tom de voz. Só de estar aqui é porque tem que ter bastante personalidade”, concluiu.  
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)