& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Carille mantém postura sobre a zaga: acredito nos jogadores

 
       
 

o técnico Fábio Carille fez uma defesa indireta a Henrique e Manoel

 
  Por:

Voz da Fiel

04/03/2019 14:40:50  
       
 
 
 
       
   Carille mantém postura sobre a zaga: acredito nos jogadores   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  O técnico Fábio Carille usou uma avaliação do desempenho do Corinthians na bola aérea para fazer uma defesa da dupla de zaga formada por Henrique e Manoel, considerada titular pelo treinador. Depois do empate por 1 a 1 contra o São Bento, outro jogo em que o seu time foi vazado após um cruzamento na área, o comandante fez questão de dividir a culpa dos gols sofridos dessa maneira entre toda a equipe.

“São muitas mudanças e pouco treinamento. Falam dos zagueiros na bola aérea, mas os gols não estão saindo em cima deles…”, comentou o treinador, que escalou Marllon e Pedro Henrique em Sorocaba. Elogiados pela torcida, principalmente nas redes sociais, os dois não conseguiram mudar a rotina vivida pelos titulares.

O São Bento ainda quase marcou outras duas vezes em faltas cobradas para dentro da área, mas o juiz apontou impedimento em ambas ocasiões. Defensor da qualidade de Manoel e Henrique, dupla bancada mais de uma vez em entrevistas, Carille deu a entender que as cobranças sobre os dois são exageradas.
 
      
 

 
  “Daqui a pouco começam a pegar no pé de algum jogador e não param mais. Foi assim com o Avelar, ainda bem que parou. Eles acreditam no trabalho, e eu acredito nos jogadores”, concluiu o comandante alvinegro, sem fazer, porém, uma referência direta aos titulares. As cobranças, porém, são quase todas sobre os dois e não haveria necessidade de defender os reservas, por exemplo.

O problema na bola aérea pode ser exemplificado em uma simples análises dos gols sofridos pelo clube na temporada. Neste ano, 11 das 15 bolas que balançaram a rede de Cássio vieram de cruzamentos na área, seja com bola parada ou rolando.

O número é ainda mais impressionante quando se leva em consideração a sequência recente: dos últimos nove, sete saíram dessa forma. O Timão, em compensação, conseguiu passar por essas falhas em termos de resultado, já que lidera o Grupo C do Paulista, está na terceira fase da Copa do Brasil e na segunda da Copa Sul-Americana.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)