Aqui é o lugar onde a Fíel Torcída é ouvída de verdade

       
 

Carille, após má atuação, abre disputa em quase todas as posições

 
       
  Segundo Murilo Borges (Globo Esporte),

o técnico Fábio Carille assegura titularidade de Henrique e coloca as outras vagas ainda em disputa

 
  Por:

Voz da Fiel

23/01/2019 22:21:28  
       
 
 
 
       
     
  Foto: Marcos Ribolli/Globo Esporte  
       
  O técnico Fábio Carille não viu nenhuma evolução do Corinthians na segunda rodada do Paulistão, em jogo em que o Timão visitou o Guarani e, de virada, perdeu por 2 a 1. Três dias depois de empatar por 1 a 1 contra o São Caetano em Itaquera, o Timão conheceu sua primeira derrota.

– O time não evoluiu. Contra o São Caetano a gente jogou melhor, conseguimos rodar a bola, tivemos mais paciência, criamos oportunidades. Hoje, no modo geral, a gente estacionou ou ficou abaixo do que fizemos contra o São Caetano – admitiu o treinador.

O Timão abriu o placar logo aos oito minutos, com Gustagol, após cobrança de escanteio. A equipe, porém, parou de jogar e viu o Guarani marcar dois gols ainda no primeiro tempo. Para o técnico, o tropeço servirá de aprendizado para uma equipe em formação.

– Não é recuar, a gente começou a dar chutão para a frente, e o Guarani ficou com a bola, a gente devia continuar jogando, rodando a bola para ter posse. Nos desfazemos dela. Isso que temos que treinar para manter a postura independentemente do resultado – afirmou.
 
      
 
 
 
  Em relação ao primeiro jogo, a única mudança na escalação inicial foi na defesa, trocando Marllon por Léo Santos. Ao ser perguntado sobre as disputas, o técnico disse que tudo está indefinido. Ou melhor, quase tudo. Henrique está garantido entre os 11 titulares.

– Todas as vagas estão abertas, lembro que no meu período como técnico (entre 2017 e 2018), tirei o Jadson três vezes da equipe titular para fazer o time jogar mais, que ele não vinha bem naquele momento. Todas as vagas estão abertas, estou usando esse início para ver mesmo, coloquei o Marllon contra o São Caetano, o Pedro Henrique contra o Santos e o Léo hoje, daqui a pouco tem o Manoel. O Henrique fez um primeiro semestre muito bom comigo antes de eu sair. Ele hoje está assegurado e estamos vendo quem joga do lado dele – destacou o treinador.

O Corinthians volta a campo no sábado, às 19h (de Brasília), contra a Ponte Preta, na Arena.

Duelo com Osmar Loss

– Não é duelo, é um adversário como qualquer outro, respeito ele bastante, ele conhece minha forma de trabalho e eu conheço a dele, mas na verdade hoje em dia sabemos a forma de todos trabalharem pelas informações que temos. Foi feliz, fez a jogada do primeiro gol muito bem feita, onde a gente não acompanhou direito, mas não teve duelo, respeito bastante.

Sornoza e Richard

– Quando levei o Sornoza para ser um segundo volante ao lado do Ramiro, ele melhorou bastante, tem qualidade de toque. Talvez o Richard esteja num processo acelerado por não termos Ralf e Gabriel, que já conhecem (o estilo de jogo), teria de ter uma preparação maior, mas vai evoluir junto com a equipe.

Boselli e Manoel

– Vamos com calma, ficou muito tempo sem trabalhar com bola, a gente não pode acelerar Tivemos a experiência com o Vagner Love em 2015 quando aceleramos, ele não estava pronto ainda. Pode ser, mas na quinta-feira vamos definir. Manoel sem chance contra a Ponte.