& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Cantillo evita culpar arbitragem e pede foco

 
       
 

Sem culpar a arbitragem, Cantillo questionou o critério do argentino Néstor Pitana

 
  Por:

Voz da Fiel

13/02/2020 15:04:36  
       
 
 
 
       
   Cantillo evita culpar arbitragem e pede foco   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
 

O Corinthians não conseguiu a classificação na fase preliminar da Libertadores. Mesmo vencendo o Guaraní-PAR por 2 a 1, a partida contou com diversas polêmicas do árbitro argentino Néstor Pitana. O volante Víctor Cantillo questionou algumas decisões do árbitro, mas evitou culpar o argentino pela eliminação da equipe.

"Com 20 minutos já tínhamos três jogadores com amarelo, isso é drástico, ele poderia maneirar, foi muito duro com nós. No segundo tempo foi melhor, amarelou a outra equipe, mas os erros prejudicaram", disse o colombiano.

"Falamos com ele como deu. Eu, principalmente, tive que tomar cuidado, já tinha o primeiro amarelo, foi difícil, mas não podemos colocar a culpa nele. Não foi culpa dele a eliminação, mas foi muito drástico com nós", completou.

 
      
 

 
 

Aos 13 minutos da primeira etapa, Pedrinho, Camacho e Cantillo tinham sido amarelados. Já aos 28 minutos, Pedrinho tentou uma bicicleta na entrada da grande área e foi expulsou por atingir o volante Ángel Benítez.

"Jogar com um a menos é difícil, mas sabemos que a equipe tentou o máximo, não faltou entrega. Não podemos ficar pensando no que passou, mas (temos que pensar) no que ainda está por vir", afirmou o volante corinthiano.

 
 

 
 

Cantillo também reconheceu que a equipe ainda não está na forma ideal, mas reforçou que o elenco, junto com a comissão técnica, irá trabalhar na recuperação para focar no restante da temporada.

"É um momento ruim, não queríamos ser eliminados, mas temos que levantar a cabeça e ser fortes para o que vem seguindo. Vamos passar por recuperações agora, temos que levantar a cabeça, deixar o que passou e focar no que vem por aí", concluiu.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel