& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Boselli: Timão não me paga para ser titular, me paga para ajudar

 
       
 

o centroavante argentino admite chateação por não jogar com a frequência deseja no Timão, mas rechaça cara feia e comemora boa fase de Gustagol: Juntos, podemos dar trabalho

 
  Por:

Voz da Fiel

25/02/2019 07:57:53  
       
 
 
 
       
   Boselli: Timão não me paga para ser titular, me paga para ajudar   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Mauro Boselli fez no último domingo seu sexto jogo com a camisa do Corinthians. Feliz por marcar o primeiro gol em 2019, admitiu a chateação por não jogar com tanta frequência no Timão. Mesmo assim, rechaçou ficar de cara feia e fez questão de ressaltar a boa fase de seu concorrente direto por vaga no time, Gustagol.

- Se perguntasse a qualquer jogador que não joga, obviamente ele não está contente. O problema seria estar contente estando fora. Mas uma coisa é estar triste e outra é não apoiar meus companheiros. Estou aqui para somar sempre. O Corinthians não me paga para ser titular, me paga para estar entre os atacantes e poder jogar quando o técnico quiser - disse, e seguiu:

- Tenho que tentar marcar gols, ajudar a equipe quando puder e o técnico vai decidir. Qualquer jogador que não é titular, não está contente. Não conheço quem fica feliz no banco. É o futebol. Tenho que me doar. Em três, cinco, vinte minutos ou o que seja, preciso deixar tudo por essa camiseta, que é muito grande.
 
      
 

 
  Contra o Botafogo, o centroavante balançou as redes após assistência de Gustavo, cujos números empolgam bastante: oito gols e duas assistências. Sem ciúmes, Boselli fez questão de enaltecer o companheiro e lembrar que juntos podem dar mais trabalho aos marcadores.

- Ele está em um nível muito bom. Quando um atacante tem a chance, tem que aproveitar o máximo. É importante para a equipe que ele esteja bem. Graças a Deus ele conseguiu me dar uma assistência. Mostra a boa relação que temos. É um garoto muito humilde, muito bem. É um dos que melhor me ou dentro do grupo. O agradeci porque foi um ótima assistência, que serviu para que a equipe ganha. Fico feliz pelo momento dele também - ponderou, e finalizou:

- Para um jogador, é sempre importante fazer gols. Hoje está jogando o Gustavo, mas bem, podemos jogar juntos. Demonstramos em duas ou três partidas que quando estamos juntos em campo, é complicado para a defesa adversária, que tem que marcar dois atacantes, como quando joga o Love. O Corinthians pode ficar tranquilo, porque tem três atacantes de boa capacidade.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira, para enfrentar o Racing, em Buenos Aires, na Argentina, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Na ida, as equipes empataram em 1 a 1.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Ana Canhedo (Lance)