& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Boselli não garante permanência em 2020 no Corinthians

 
       
 

Boselli diz que irá fazer um balanço de seu ano apenas em dezembro

 
  Por:

Voz da Fiel

09/10/2019 15:24:40  
       
 
 
 
       
   Boselli não garante permanência em 2020 no Corinthians   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
 

Mauro Boselli pode deixar o Corinthians ao término desta temporada. Apesar de ter contrato até 31 de dezembro de 2020, o argentino quer fazer uma avaliação do que viveu em seu primeiro ano no clube para decidir, em conjunto com a diretoria, sua permanência (ou não).

"Faltam muitas rodadas ainda para o campeonato, vou fazer avaliação, não apenas futebolística. No futebol é normal, jogar algumas, não jogar outras, qualquer time é igual. Titular indiscutível apenas Messi e Cristiano Ronaldo", afirmou o camisa 17.

Na sequência, Boselli deixou claro que a avaliação será de forma integral, não apenas do que viveu dentro de campo. Segundo o centroavante, sua esposa e seus três filhos estão sentindo sua ausência. Ao explicar melhorar essa adaptação complicada, já fora dos gramados, o argentino lembrou que no Brasil há períodos mais longos de concentração, ao contrário do que vivia no León do México, que normalmente não há concentração para os jogos.

 
      
 

 
 

"A avaliação é geral, inclui a vida pessoal. Minha família também está custando a adaptar-se. Tenho que pensar em tudo, a vida não passa apenas no futebol, para ficar 24 horas com a família, há muitas coisas para avaliar. Amanhã temos um jogo importantíssimo, espero que o técnico me dê chance de começar, ou que eu entre no segundo tempo. Quero ajudar nos objetivos. No fim do ano vou avaliar, tem muitos jogos pela frente. Hoje ainda não há sentido falar, pois ainda não tenho conclusões. Em dezembro, podemos falar melhor, a diretoria também poderá falar melhor", lembrou.

Vale lembrar que, para haver uma quebra de contrato antecipada, será necessário um acordo com a diretoria do Corinthians. Se o clube quiser liberá-lo antes do término, obrigatoriamente tem de pagar todos seus salários até o fim do vínculo. Se partir do jogador, aí sim, o mesmo poderá abrir mão de parte do que tem a receber, para que o clube tenha um gasto menor.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel