});
& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Athletico cogita indenizar o Timão após caso de doping de Camacho

 
       
  Segundo Monique Silva (Globo Esporte),

o presidente Mario Celso Petraglia diz que clube quer "compensar o mal" causado ao jogador

 
  Por:

Voz da Fiel

14/05/2019 07:40:27  
       
 
 
 
       
   Athletico cogita indenizar o Timão após caso de doping de Camacho   
  Foto: Albari Rosa/Globo Esporte  
       
  O Athletico cogita indenizar o Corinthians, após caso de doping envolvendo o volante Camacho. Emprestado pelo time paulista ao Furacão, o jogador ingeriu higenamina, uma substância proibida pelos controles de dopagem e presente em suplementos para perda de peso.

Nesta segunda-feira, o Athletico confirmou o caso e disse que ainda não foi notificado pela entidade sobre o exame. Ao lado de Thiago Heleno, ele também está afastado preventivamente pelo clube, que espera o resultado da contraprova. Além disso, ele se recupera de uma lesão na panturrilha, sofrida na estreia do Brasileirão.
 
      
 
 
 
  Em coletiva à imprensa nesta segunda-feira, o presidente Mario Celso Petraglia disse que Athletico quer "compensar o mal" causado ao jogador, mas que ainda não conversou com o Corinthians.

– Assim que tivermos uma posição mais forte e clara em relação às provas do Camacho, com certeza o clube tomará essas providências e vai conversar com o Corinthians no sentido de pagar, de indenizá-los, de ver como iremos compensar o mal que causamos a um atleta que não é nosso.
 
 
 
 
  Camacho está emprestado pelo Timão ao Furacão pelo segundo ano. Em 2018, ele veio na negociação que envolveu a ida do lateral-esquerdo Sidcley ao Athletico. Na época, ele chegou com o aval do técnico Fernando Diniz, com quem já havia trabalhado. No ano passado, ele disputou 25 jogos.

O volante começou a temporada 2019 prestigiado por Tiago Nunes e foi titular em seis partidas, Tolima (duas vezes), Jorge Wilsterman (duas vezes), Boca Juniors e Vasco. Ele passou a jogar ao lado de Bruno Guimarães, bem diferente da segunda metade de 2018, quando perdeu espaço.

– Nós confessamos que o atleta Camacho ingeriu a substância. A probabilidade de dar negativo existe, mas isso independente da nossa posição de confessar. Temos que buscar que essa situação não afete a imagem do atleta. O doping é uma coisa tão forte na vida do profissional do esporte que é um tabu e desta vez, eles não podem ficar com essa marca porque foram vítimas da instituição. A culpa é exclusivamente do Athletico.