& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Andrés Sanchez revela que jogou na base do Timão com Casagrande

 
       
 

o ex-centroavante do Timão confirmou que ambos jogaram juntos no terrão

 
  Por:

Voz da Fiel

24/03/2019 10:30:41  
       
 
 
 
       
   Andrés Sanchez revela que jogou na base do Timão com Casagrande   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Andrés Sanchez foi o convidado do programa Grande Círculo do canal por assinatura SPorTV, o programa tem apresentação do narrdor Mílton Leite.

Logo no início da entrevista o jornalista Pedro Bassan revelou que o presidente do Corinthians havia jogado na base do clube e Andrés Sanchez confirmou que sim, na mesma época que Casagrande.

O ex-centroavante do Timão, que estava na bancada de entrevistadores, confirmou que sim e que ele era quarto zagueiro.
 
      
 

 
  Veja na integra a sequencia de perguntas e respostas:

Pedro Bassan: Presidente muita gente não sabe, mas o senhor jogou na base do Corinthians.

Andrés: O Casa jogou comigo.

Bassan: Verdade, Casão?

Walter Casagrande: Verdade. Era quarto zagueiro.

Andrés: Mas eu tinha um problema, acordava quatro, cinco da manhã todo dia, para ir no Parque Dom Pedro trabalhar. Meus pais têm banca de frutas no Ceasa e eu tinha que trabalhar, né?

Mauro Naves: Chegava cansado para o treino?

Andrés: Eu nunca gostei de treinar, né? Você pega outro ritmo de vida, nego pensa que não, mas jogador tem que dedicar muito e perder muitas coisas na sua vida para se tornar jogador de futebol.
 
 

 
  Pedro Bassan: Presidente, você decidiu por várias razões parar de jogar na defesa e, mais recentemente, seu nome foi envolvido em duas delações de executivos da Odebrecht, por ter recebido R$ 2 milhões e meio de propina. O senhor também foi alvo e tornou-se réu por crimes fiscais de suas empresas. O que é mais difícil? Defender o Corinthians ou se defender na presidência do Corinthians?

Andrés: Defender o Corinthians. Isso aí, infelizmente, as pessoas falam e vira verdade até você provar o contrário. Nem sócio da empresa eu era, era um primo meu, eu tinha uma sociedade com ele em outra empresa. Mas por eu ter sido presidente do Corinthians, deputado, eles jogaram tudo junto. Mas estamos nos defendendo. Sobre a delação, isso foi uma surpresa. Eu não pedi nada, eu não peguei nada, mas estamos nos defendendo, já era para ter até arquivado, mas está há quatro anos rolando.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: SporTV/Premiere