});
& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Agora torcedores do SP querem jogar pétalas no ônibus do Corinthians

 
       
  Segundo José Eduardo Martins (UOL),

ao invés de apedrejar, como sempre faz, a torcida do SP quer agora jogar pétalas de flores

 
  Por:

Voz da Fiel

14/04/2019 08:37:59  
       
 
 
 
       
   Agora torcedores do SP querem jogar pétalas no ônibus do Corinthians   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  A torcida do São Paulo planeja jogar pétalas no ônibus do Corinthians amanhã, na chegada do time alvinegro ao Morumbi, palco da final do Campeonato Paulista. A ideia surgiu depois de o clube alvinegro avisar que não entraria em campo caso torcedores atirassem pedras contra a delegação.

Apuração é que cerca de 30 mulheres integrantes de uma torcida organizada tentarão jogar as pétalas do ônibus do Corinthians.

Ainda não há certeza se o plano será colocado em prática como esperado, pois os torcedores do São Paulo não farão a tradicional recepção ao time na chegada do Morumbi - a decisão ocorreu ontem após reunião entre os representantes dos órgãos de segurança da cidade, do São Paulo, do Corinthians e das organizadas.
 
      
  Agora torcedores do SP querem jogar pétalas no ônibus do Corinthians  
  Normalmente, os são-paulinos ficam na Praça Roberto Gomes Pedrosa. Foi no local que o ônibus do Corinthians foi recebido com pedras nos últimos três jogos entre as equipes no estádio - o ato também aconteceu em 2009.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, reiterou que o Corinthians não entrará em campo de vidros do ônibus forem quebrados na porta do Morumbi.

"Estou avisando antes: se quebrarem um vidro do ônibus no domingo, não vamos jogar. Se jogarem uma pedra e amassar, aí vamos ver, também não somos tão radicais. Mas se quebrar um vidro, o Corinthians não entra em campo", disse o mandatário alvinegro.
 
 
 
 
  No mesmo dia, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Antonio Olim, reviu sua posição quanto às consequências de um possível boicote do Corinthians à final do Campeonato Paulista caso haja violência no Morumbi. Ao contrário do que disse ao UOL Esporte na última quinta-feira, quando afirmou que "a consequência seria um W.O.", ele afirmou que irá aguardar os fatos antes de tomar uma decisão.

"É algo que eu não tinha pensado. Temos que esperar acontecer, porque pode ter alguns infiltrados na torcida do São Paulo que façam de propósito, justamente para ter o W.O. Então temos que esperar, para não tomar decisão precipitada em cima de um caso que nem sabemos se vai acontecer", ponderou Olim.