x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Sidcley não aparece para treinar e Corinthians aciona o departamento jurídico

 
       
 

Sidcley decidiu, por conta própria, não aparecer mais

 
  Por:

Voz da Fiel

04/11/2020 08:14:11  
       
 
 
 
       
   Sidcley não aparece para treinar e Corinthians aciona o departamento jurídico   
  Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians  
       
 

O Corinthians decidiu afastar Sidcley do elenco principal na última sexta-feira, mas o lateral esquerdo segue vinculado ao clube. O contrato de empréstimo junto ao Dínamo de Kiev vai até o fim de dezembro.

Apesar da diretoria alvinegra ter colocado o CT Joaquim Grava à disposição do jogador, Sidcley decidiu, por conta própria, não aparecer mais.

À reportagem, o Corinthians, por meio da assessoria de imprensa, explicou que o clube acionou o departamento jurídico.

 
      
 

 
 

“Se a opção dele é não usar o CT, ele tem de assinar um acordo e o clube passar uma rotina de treinos e planejamento até o fim do empréstimo para ele cumprir em casa".

Sidcley está vinculado ao Dínamo de Kiev até julho de 2023. Porém, os ucranianos não podem inscrever novos jogadores antes de janeiro. Ou seja, se resolver antecipar seu retorno à Ucrânia, o lateral também ficaria apenas treinando, ou seria integrado ao time de base.

 
 

 
 

A situação não seria confortável para Sidcley por dois motivos: ele não gosta de viver no país do Leste Europeu e também tem receio em se queimar com o técnico Mircea Lucescu.

O clube paulista já pagou 250 mil dólares (R$ 1,4 milhão) aos ucranianos. Resta a outra metade que, em tese, remete a uma aparcela de 150 mil dólares, que está atrasada, e os últimos 100 mil dólares, que têm vencimento para dezembro.

 
 

 
 

O Corinthians pretende acertar o pagamento de ambas as parcelas esta semana e comunicou os dirigentes do Dínamo. O plano é repassar os 250 mil dólares pendentes e resolver a questão.

Inicialmente, o Corinthians havia se comprometido a pagar 500 mil dólares, a partir de março, em quatro parcelas. A pandemia do coronavírus, no entanto, intensificou a crise financeira do clube alvinegro, que não conseguiu honrar com o contrato.

Pelo Corinthians, o jogador fez 19 jogos e não marcou gol.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Gazeta Press