x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Possível diretor financeiro do Corinthians na gestão Duílio previu a disparada da dívida do clube

 
       
 

Wesley Melo foi colocado por Andrés em fevereiro de 2018, mas pediu demissão cinco meses depois; diretor financeiro alertou necessidade de consertar o rumo antes de sair

 
  Por:

Voz da Fiel

30/11/2020 18:04:10  
       
 
 
 
       
   Possível diretor financeiro do Corinthians na gestão Duílio previu a disparada da dívida do clube   
  Foto: Reprodução/Internet/Meu Timão  
       
 

Wesley Melo é o mais cotado para ser diretor financeiro do Corinthians a partir do dia 4 de janeiro de 2021, quando Duilio Monteiro Alves assumirá efetivamente a presidência.

O Parque São Jorge não seria uma novidade para o profissional, que foi trazido por Andrés Sanchez em fevereiro de 2018, mas ficou no cargo apenas cinco meses.

Na ocasião do desligamento de Wesley, a motivação divulgada pelo clube foi de problemas particulares. Nos bastidores, porém, a versão era outra: o profissional percebeu que não teria respaldo da presidência para frear os gastos e optou por ir embora.

 
      
 

 
 

Nesse meio tempo, Wesley Mello concedeu entrevista ao UOL Esportes e profetizou a disparada da dívida do clube caso as atitudes necessárias não fossem tomadas. E olha que o cenário na época era bem menos problemático da atual realidade do Corinthians.

Veja alguns dos alertas do ex-diretor financeiro em abril de 2018

  • "Me tira o sono esses tempos. Temos um fluxo negativo e precisa ser revertido de forma urgente"
  • "Se você olhar o balanço, teve um incremento importante (de despesas) no futebol. Com aumento de custos versus queda de receita, a conta não fecha"
  • "Pegar empréstimos não está dando. Estamos esgotando todas as linhas de financiamento"
  • "O dinheiro que sai e entra está negativo em R$ 8 milhões. A longo prazo, isso é insustentável. Precisamos encontrar uma solução urgente para sanar isso"
  • "Nossa intenção é de encontrar fundamentos para consertar para não depender de ações muito pontuais"
  • "Temos uma dívida reconhecida com o Fundo para pagar quando tivermos uma situação melhor de caixa e eles (Fundo) estão cientes"
  • "Foi circunstancial e pontual (que fez empréstimos com agentes). O objetivo é não pegar mais dinheiro com empresários. Foi uma necessidade, foi falta de crédito mesmo. Olhando a taxa agora, em 31 de dezembro como referência, a taxa (cobrada pelos agentes) se tornou mais alta que a taxa de juros bancários"
  • "Não dá (buscar reforços). Sendo bem objetivo, não dá. Não pensamos em investimento alto. Tirando essa situação totalmente excepcional, hoje não temos condições. Não dá para prometer ou iludir"

 
 

 
 

Quem é Wesley Melo

Formado em Ciências Contábeis pela Universidade São Judas Tadeu e com MBA em Controladoria na FIPECAFI-USP, Wesley Melo atualmente é o CFO* (Chief Financial Officer) da GUT Agência de Publicidade.

Wesley tem vasta experiência no mercado financeiro, com passagens por empresas de auditoria como KPMG e Mazars, ambas como auditor; agências de publicidade JWT e Ogilvy, pelo Grupo Pão de Açúcar, pela empresa de eventos Reed Exhibitions Alcântara Machado, como Gerente de Contabilidade e Controller; e pela agência DCS como Diretor Financeiro.

*CFO é o principal cargo de Direção Financeira, cujo profissionais comandam a administração e planejamento da área numa empresa. Normalmente respondem diretamente ao CEO, delega responsabilidades para a equipe financeira e escala o direcionamento de metas para diversas áreas.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Rodrigo Vessoni (Meu Timão)