x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Marquinhos e Tite falam sobre o Corinthians na volta a Itaquera

 
       
 

Técnico e zagueiro batem papo na Neo Química Arena, onde zagueiro morou quando era jovem

 
  Por:

Voz da Fiel

11/10/2020 06:14:32  
       
 
 
 
       
   Marquinhos e Tite falam sobre o Corinthians na volta a Itaquera   
  Foto: Lucas Figueiredo/CBF  
       
 

Autor do primeiro gol da goleada da seleção brasileira por 5 a 0 sobre a Bolívia, na noite de sexta-feira, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, na Neo Química Arena, Marquinhos festejou o que considerou um gol marcado dentro de sua casa.

Antes da construção do estádio, o terreno abrigava um centro de treinamentos destinado às categorias de base do Corinthians.

– Morei aqui dos 13 anos até os 17 mais ou menos. Foi especial – disse o jogador à CBF TV, sendo interrompido pelo técnico Tite, nos corredores do estádio em Itaquera.

 
      
 

 
 

– A tua estreia foi com que idade?

O jogador respondeu que tinha "16 ou 17 anos" num amistoso contra o Grêmio Osasco. E que a estreia oficial aconteceu contra o São Caetano, no Paulistão.

De fato, Tite escalou Marquinhos de lateral-direito num jogo festivo em 15 de setembro de 2011 em que o Timão venceu o Osasco por 2 a 0. No ano seguinte, em 18 de fevereiro, Marquinhos participou da vitória por 1 a 0 contra o Azulão, pelo Estadual.

 
 

 
 

O repórter da CBF TV pergunta se ali era o famoso "terrão" da base do Corinthians.

– Aqui não era o terrão. Era lá no Tatuapé. Mas aqui era o nosso CT, onde ficavam todas as categorias de base, e quando eu tinha uns 16 anos a gente teve que se mudar e ir lá para Guarulhos, pois ia começar a construção do estádio – lembrou Marquinhos.

– Aqui era bom até, pelas circunstâncias tivemos que sair daqui, mas foi por uma boa causa. Agora a gente vê o resultado, um estádio maravilhoso, de primeiro mundo, campo bom, que traz sorte de sempre que a gente vem conseguir um bom resultado. E que trouxe sorte para mim também.

 
 

 
 

Pelo Corinthians, foram apenas 15 jogos de Marquinhos pelo profissional. Depois do título da Libertadores, onde foi inscrito na fase final na vaga de Adriano Imperador, acabou negociado com a Roma, da Itália. No vídeo, Tite lembrou do título continental:

– Foi campeão da Libertadores com a (camisa) 10. Ele tinha 18 anos – disse o treinador.

 
 

 
 

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Globo Esporte