x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Empresário explica imbróglio do negócio do Pedrinho e diz que Corinthians vai receber logo

 
       
 

Venda Pedrinho ao Benfica foi o principal negócio do Corinthians no ano

 
  Por:

Voz da Fiel

14/10/2020 19:25:47  
       
 
 
 
       
   Empresário explica imbróglio do negócio do Pedrinho e diz que Corinthians vai receber logo   
  Foto: Divulgação/Benfica  
       
 

O empresário do meia Pedrinho, Will Dantas, comentou nesta quarta-feira sobre a demora na liberação do dinheiro da compra do jogador. Negociado em março pelo Timão, o armador ainda não rendeu nenhum centavo ao Timão, que espera uma assinatura do Benfica para antecipar a grana.

"Parece que a situação vai se resolver. O empresário do Jorge Jesus, que é meu parceiro com o Pedrinho lá em Portugal também, me ligou hoje e eu perguntei sobre isso. Eu falei que não existe vender um jogador em março e não receber até agora", disse Will, detalhando um pouco mais a situação na sequência.

"Perguntei o que está acontecendo. Ele disse que só falta uma assinatura do presidente do Benfica e que o banco exigiu muitas coisas para liberar o crédito. Ele me passou que a documentação estava na mesa do presidente, esperando a assinatura", continuou, em entrevista.

 
      
 

 
 

De acordo com o agente, o Benfica efetivamente não tem culpa no pagamento demorado, já que o novo contrato entre as partes previa inicio da transferência de dinheiro apenas em 2021. O problema, porém, é que o presidente do clube, Luis Filipe Vieira, já poderia ter assinado uma nota de garantia de pagamento, que serviria para o Timão antecipar o dinheiro via empréstimo bancário.

"A primeira parcela do Benfica para o Corinthians seria em agosto, e o Corinthians aceitou um novo acordo por causa do Yony Gonzalez, em que o Benfica pagaria a primeira parcela no ano que vem. Então, o Benfica não tem nada a ver com isso. Na realidade, o Corinthians está antecipando esse dinheiro. E, para que isso fosse feito, o banco exigiu várias coisas. E o Corinthians correu atrás da documentação para resolver", concluiu.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Benjamin Back (Fox Sports Rádio)