x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Diogo Vitor é aprovado em exames no Corinthians e inicia treinos no sub-23

 
       
 

Jogador chega inicialmente para a equipe sub-23 do Timão

 
  Por:

Voz da Fiel

09/10/2020 07:18:15  
       
 
 
 
       
   Diogo Vitor é aprovado em exames no Corinthians e inicia treinos no sub-23   
  Foto: Globo Esporte  
       
 

O atacante Diogo Vitor, de 23 anos, foi aprovado nos exames médicos realizados no Corinthians e desde a última quarta-feira já treina no clube.

Formado na base do Santos, Diogo Vitor chega inicialmente para a categoria sub-23. Ele assinará contrato curto, possivelmente com duração apenas até fevereiro de 2021. Se aprovado, ele terá o vínculo renovado e pode até ganhar chances na equipe profissional.

Por conta dos problemas disciplinares que Diogo teve no Santos, além da suspensão por um ano e meio após ser pego em exame antidoping, o Corinthians ofereceu ao atleta um salário considerado baixo para os padrões do futebol.

 
      
 

 
 

Além disso, o contrato terá cláusula de rescisão em caso de mau comportamento.

A diretoria alvinegra decidiu dar uma chance a Diogo Vitor após ouvir que o jogador está arrependido de algumas atitudes do passado e tem tido êxito na luta para superar a dependência química.

Osmar Loss, coordenador da base do Timão, vê bastante potencial no atleta. No Santos, Diogo Vitor era visto com muita esperança.

 
 

 
 

O jogador vem de um longo período de inatividade e tenta aprimorar o condicionamento físico. A última partida dele foi em abril de 2018, pela Libertadores.

Em novembro do 2019, Diogo foi reintegrado ao elenco do Santos, mas deixou de treinar a partir de dezembro, quando pediu liberação para acompanhar o nascimento do filho. Em março deste ano, então, o Peixe rescindiu o contrato dele por justa causa.

Um dos melhores momentos de Diogo Vitor como jogador profissional foi justamente contra o Corinthians, no Paulistão de 2018. Na ocasião, ele entrou na equipe no segundo tempo e marcou o gol de empate em 1 a 1.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Globo Esporte