x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Crivelari desabafa sobre a falta de oportunidades na Seleção e ressalta a sua boa fase

 
       
 

Giovanna Crivelari é a vice-artilheira do Corinthians no ano, com 10 gols

 
  Por:

Voz da Fiel

19/12/2020 06:57:59  
       
 
 
 
       
   Crivelari desabafa sobre a falta de oportunidades na Seleção e ressalta a sua boa fase   
  Foto: Agência Corinthians  
       
 

Giovanna Crivelari tem sido um dos grandes destaques do Corinthians na temporada. Mesmo com 10 gols no ano e dona da vice-artilharia da equipe do Parque São Jorge, a atacante já não sonha em vestir a camisa da Seleção Brasileira como antes.

O desabafo veio em entrevista à Folha de Londrina. Vivenciando uma de suas melhores fases, Crivelari ainda não teve uma chance de servir à Seleção. Segundo a atacante, o foco é apenas em fazer o melhor pelo Corinthians.

 
      
 

 
 

“Eu já sonhei muito com uma oportunidade na seleção brasileira. Mas isso é consequência de um trabalho bem feito. Estou há 10 anos mantendo um bom nível, mas ainda não aconteceu e hoje não é mais um sonho, eu não trabalho mais para isso. Hoje o meu foco está em fazer o melhor pelo meu clube e, se aparecer a oportunidade, voltar a trabalhar fora do país. A seleção brasileira virá como consequência de todo esse trabalho”, afirmou a jogadora.

Neste domingo, Crivelari busca seu quarto título pelo Corinthians, quando enfrenta a Ferroviária, às 11h, pela final do Paulista. Com o Timão, a jogadora já conquistou Paulista e Libertadores, ambos em 2019; e o Brasileirão, no último dia 6 de dezembro. Para manter um time vitorioso, a atacante ressaltou uma importância que vai além das atletas.

 
 

 
 

“A receita para o sucesso é muito trabalho não só das atletas, mas de toda a comissão e de todo mundo que trabalha por trás de toda essa engrenagem. Somos todos profissionais, trabalhamos e somos tratadas assim no clube. E dentro de campo temos que honrar todo esse trabalho e honrar essa camisa”

“O momento do futebol feminino é excelente, cada ano cresce mais e a gente fica feliz com isso. Hoje em dia já é mais visado, passando em TV aberta e com muita mídia. Isso é bom pra nós e para modalidade”, completou.

 
 

 
 

Lembranças da primeira treinadora

Natural de Londrina, no Paraná, Giovanna Crivelari sempre foi muito dedicada aos esportes. Ao menos é o que diz Jayne Borim, técnica do Londrina Futsal Feminino, e primeira treinadora da atleta. Borim relembrou o começo da camisa 19 e ressaltou o talento detido pela atacante.

“A Giovanna começou conosco nas categorias de base. Ela participou do paranaense sub-15 e a gente notava que ela tinha uma paixão pelo futsal, futebol, justamente porque ela tinha um dom para a modalidade. Ela já era diferenciada por conta de sua condição física, sempre se cuidava, e logo na primeira participação em campeonatos já foi artilheira, campeã, e foi aí que começamos a notar o talento dela”, afirmou Borim.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel