x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Corinthians não cumpre novamente a promessa de pagar os salários atrasados

 
       
 

Matias Romano Ávila, Diretor Financeiro do Corinthians, é o responsável pelas finanças do clube

 
  Por:

Voz da Fiel

10/11/2020 10:49:11  
       
 
 
 
       
   Corinthians não cumpre novamente a promessa de pagar os salários atrasados   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
 

O diretor financeiro do Corinthians, Matias Romano Ávila, prometeu que os três meses de salários atrasados dos jogadores seriam quitados até a manhã desta segunda-feira, porém, a previsão acabou não sendo concretizada.

A promessa do dirigente foi dada em entrevista ao vivo na rádio Bandeirantes na última quinta-feira. Questionado sobre os salários pendentes, Matias Ávila afirmou:

"Se der tempo, vamos pagar amanhã (sexta, dia 6)... se o dinheiro do Pedrinho chegar. Ou na segunda (dia 9) pela manhã".

 
      
 

 
 

O prazo estipulado pelo dirigente não foi cumprido. A segunda-feira passou e os três meses de pendência permaneceram - salários de 5 de setembro (referente a agosto), 5 de outubro (referente a setembro) e 5 de novembro (referente a outubro).

Na semana passada, o presidente Andrés Sanchez também prometeu a quitação total da dívida esta semana, mas sem especificar o dia exato: "Os atletas já sabem que vão receber tudo na semana que vem, já estava combinado", avisou o mandatário, ao GloboEsporte.com.

Em relação ao dinheiro que será usado para quitar os salários, o mesmo será proveniente da venda de Pedrinho ao Benfica, de Portugal, que será antecipado por um fundo de investimento europeu.

 
 

 
 

Na mesma entrevista à rádio Bandeirantes, Matías Ávila garantiu que a bolada será de R$ 120 milhões.

"(atraso) Interfere porque quem trabalha merece ser remunerado, mas o Corinthians colocará sua casa em dia com esse dinheiro que chega, que são 120 milhões de reais, vamos saldar a dívida, fundo de garantia que está atrasada...", avisou.

Funcionários recebem 50%

Os funcionários CLT do Corinthians receberam apenas metade do salário referente ao mês trabalhado de outubro, sendo correntistas do Santander tendo acesso ao pagamento na sexta (dia 6) e os demais com portabilidade bancária nesta segunda (dia 9).

 
 

Corinthians não cumpre novamente a promessa de pagar os salários atrasados

 
 

Em comunicado enviado pelo departamento de recursos humanos, que a imprensa teve acesso, o clube informou que a medida foi necessária "devido a um imprevisto financeiro".

No mesmo comunicado interno, a promessa de quitação da outra metade "nas próximas semanas úteis de novembro", sem especificar uma data.

Em tempo: parte dos funcionários do Corinthians ainda está com salário baseado na Medida Provisória 936 do Governo Federal que liberou redução de 50% do valor recebido antes da pandemia do novo coronavírus.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel