x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Corinthians banca a permanência de Coelho e espera resposta dos jogadores por reação

 
       
 

A diretoria corinthiana não mudou sua postura de bancar Coelho após o empate com o Red Bull Bragantino

 
  Por:

Voz da Fiel

04/10/2020 06:47:23  
       
 
 
 
       
   Corinthians banca a permanência de Coelho e espera resposta dos jogadores por reação   
  Foto: Agência Corinthians  
       
 

Após o Corinthians empatar contra o Red Bull Bragantino, ontem (3), em Bragança Paulista, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, a diretoria alvinegra "bancou" Dyego Coelho no cargo de treinador segundo apurou o UOL Esporte.

Na visão da cúpula alvinegra, Coelho não é o culpado pela falta de resultados da equipe na competição. Pelo contrário, os dirigentes agora esperam uma resposta dos jogadores em campo.

Internamente, acredita-se que a maior parcela de culpa pela fase ruim do Corinthians na temporada pertence aos jogadores, e não a Coelho, que assumiu o time interinamente há cinco jogos no lugar do demitido Tiago Nunes.

 
      
 

 
 

Há uma percepção no clube paulista de que os jogadores precisam mostrar "mais pegada" em campo, mais "cara de Corinthians".

A diretoria corinthiana não mudou sua postura de bancar Coelho após o empate com o Red Bull Bragantino, pois entende que poucos times vão "roubar" pontos do time do interior em Bragança Paulista.

A postura da diretoria apurada pela reportagem chegou até o vestiário corinthiano. Isso porque Dyego Coelho estava bastante tranquilo em entrevista coletiva concedida após o jogo ontem (3). O treinador respondeu calmamente todas as perguntas, se mostrou satisfeito com a evolução do time e, inclusive, disse que não se preocupa com os nomes de treinadores especulados no mercado da bola.

 
 

 
 

"Isso não me incomoda, de maneira alguma. Eu trabalho no dia a dia bem e sem me preocupar com isso. É o dia a dia e o trabalho que vão mostrar nossa evolução. Estamos evoluindo com consciência que a coisa foi proveitosa para colocarmos um lastro de intensidade, de competição nos jogadores, é uma mudança de volume de trabalho", disse.

O resultado mantém a pressão no Alvinegro, que não consegue se afastar da zona de rebaixamento. O Timão está na 13ª colocação, a apenas dois pontos do 17º, e pode perder posições no domingo. O Corinthians repetiu o resultado da última partida, contra o Atlético-GO, e apresentou o mesmo futebol, com excesso de erros individuais e coletivos.

Na próxima rodada, o Corinthians joga o clássico contra o Santos, na quarta-feira (7), às 19h (de Brasília), na Neo Química Arena.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: UOL