x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Contas do Corinthians de 2019 ocorrerá na Neo Química Arena, oposição quer o impeachment

 
       
 

Reunião do Conselho acontecerá em 20 de outubro e deve esquentar disputa eleitoral

 
  Por:

Voz da Fiel

19/10/2020 17:47:50  
       
 
 
 
       
   Contas do Corinthians de 2019 ocorrerá na Neo Química Arena, oposição quer o impeachment   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
 

O Conselho Deliberativo do Corinthians vai se reunir no próximo dia 20 de outubro, no Parque São Jorge, para decidir se aprova ou não as contas do exercício de 2019. A votação deveria ter acontecido em abril, mas acabou adiada em função da pandemia do novo coronavírus.

Há meses, o assunto vem causando polêmicas e disputas nos bastidores do Corinthians. Em julho, tanto o Conselho Fiscal quanto o Conselho de Orientação do clube recomendaram a reprovação das contas do ano passado.

Enquanto a situação trabalha pela aprovação das contas, a oposição se articula há meses pela reprovação, que poderá desencadear um processo de impeachment contra o presidente Andrés Sanchez, cujo mandato se encerra no dia 31 de dezembro.

 
      
 

 
 

O balanço financeiro de 2019 do Timão apresentou déficit de R$ 177 milhões. Porém, segundo o Conselho Fiscal do clube, o prejuízo foi R$ 18,4 milhões maior por conta de pendências jurídicas não consideradas no documento (entenda a questão aqui). Baseada nisso, a maioria dos membros do CORI também votou pela reprovação das contas.

O balanço foi refeito com os novos números e já foi analisado pelo Conselho Fiscal, que manteve a sugestão de reprovação. O CORI ainda vai se reunir. Encontro que pode acontecer no próprio dia da reunião do Conselho Deliberativo, para analisar novamente o balanço antes da votação.

O presidente Andrés Sanchez chegou a protocolar um requerimento que pedia a anulação da última reunião do CORI, mas o pedido foi rejeitado e o parecer emitido pelo órgão segue valendo.

 
 

 
 

A votação deve aumentar ainda mais a temperatura da corrida eleitoral do clube. Andrés espera que as contas sejam aprovadas, já que fez as alterações nos valores do Balanço e entende que uma reprovação seria meramente política. O dirigente chegou a dizer que se afastaria da presidência caso suas contas fossem reprovadas.

Por outro lado, a oposição trabalha já há alguns meses com a ideia da reprovação das contas. Uma reprovação poderia desencadear um processo de impeachment do presidente, cujo mandato se encerra em 31 de dezembro.

Andrés não pode concorrer ao pleito do dia 28 de novembro, mas é apoiador da candidatura de Duílio Monteiro Alves, seu ex-diretor de futebol.

 
 

 
 

Reunião presencial

Presidente do Conselho, Antônio Goulart esperou o máximo que pôde para que a reunião acontecesse de maneira presencial, no Parque São Jorge, com a liberação da Prefeitura e do Governo de São Paulo. O evento será às 19h, na Neo Química Arena.

Além da votação das contas, também será apresentado o contrato de Naming Rights da Neo Química Arena, assinado com a Hypera Pharma pelo presidente do clube. Será examinada e votada a proposta de revisão orçamentária também com os pareceres de CORI e Conselho Fiscal.

O uso de máscara será obrigatório na reunião. Por fim, dois novos conselheiros suplentes tomarão posse: Denis Cortiz da Silva e Jorge Namura Filho.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Globo Esporte