x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Após vitória, Mancini comemora recuperação de Luan e explica Cafú no banco

 
       
 

Vagner Mancini comandou o Corinthians na vitória contra o Coritiba pelo Brasileirão 2020

 
  Por:

Voz da Fiel

26/11/2020 05:39:59  
       
 
 
 
       
   Após vitória, Mancini comemora recuperação de Luan e explica Cafú no banco   
  Foto: Gabriel Machado/AGIF  
       
 

O técnico Vagner Mancini se mostrou bastante satisfeito com o desempenho do Corinthians na vitória contra o Coritiba por 1 a 0, nesta quarta-feira (25), no Couto Pereira, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de exaltar o primeiro tempo de sua equipe, o treinador comemorou bastante a atuação do meia Luan, um dos melhores jogadores da partida.

O treinador está animado com a recuperação de Luan, um dos atletas mais criticados pela torcida nesta temporada. Vale lembrar que, além do duelo contra o Coritiba, o camisa 7 se destacou também no empate heroico contra o Grêmio, quando o time terminou a partida com nove em campo.

 
      
 

 
 

"Vi o Corinthians sofrendo um pouco no final do jogo, mas em função do jogo contra o Grêmio, que terminamos com nove. Administramos a carga de treinamentos. Foi um ótimo desempenho no primeiro tempo, físico, tático e técnico. Eu sabia que teria que fazer as cinco substituições. O Corinthians fez um belo primeiro tempo e poderia ter matado o jogo", afirmou Mancini, que explicou o desempenho de Luan.

"O Luan fez um trio muito bom com Piton e o Fábio Santos, e por isso saíram diversas jogadas. O Luan está readquirindo a sua forma, achando os espaços em campo. Importante quando se consegue recuperar os atletas. Todos sabem jogar futebol e não podemos desistir de ninguém na vida. Fico feliz por eles", disse.

 
 

 
 

Explicação sobre Cafú

Mancini explicou o motivo de não utilizar o atacante Jonathan Cafú contra o Coritiba. O atleta foi titular contra o Grêmio na rodada anterior, mas ficou no banco nesta quarta-feira e sequer entrou na partida, mesmo com o treinador realizando as cinco substituições.

"A opção foi porque eu Mancini acelerei o processo com ele (Cafú). Não posso ser injusto com o atleta. Contra o Atlético-MG, ele estava fora do banco e ele se prontificou a entrar mesmo não estando em condições. Utilizei o atleta de forma precipitada. Eu tenho que dar a ele um tempo de recuperação. Isso pode atrapalhar sua passagem pelo Corinthians. É importante fazer justiça e dar essa explicação. Acho difícil ele sair jogando, mas ele pode sim fazer parte dos jogos para darmos condição a ele de brigar em igualdade com outros atletas", explicou.

Com a vitória, o Corinthians pulou da 14ª para a nona colocação, com 29 pontos. O time de Mancini só volta a campo diante do Fortaleza, na próxima quarta-feira (2), às 21h30 (de Brasília), no Castelão, pela 24ª rodada da competição.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: UOL