x
x
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Acordo entre Corinthians e Odebrecht é adiado e agora ficará para Duilio resolver

 
       
 

Corinthians ainda não oficializou acordos com a Caixa e com a Odebrecht sobre a quitação do estádio

 
  Por:

Voz da Fiel

11/12/2020 18:34:23  
       
 
 
 
       
   Acordo entre Corinthians e Odebrecht é adiado e agora ficará para Duilio resolver   
  Foto: Neo Química Arena  
       
 

O presidente Andrés Sanchez esperava anunciar de forma oficial os acordos com a Caixa Econômica Federal e a Odebrecht relacionados à equação financeira da Neo Química Arena. Em relação ao banco, a possibilidade está aberta, já que ainda restam 20 dias até o término do seu mandato. Em relação à construtora, nada feito.

Tudo porque a Odebrecht adiou mais uma vez a assembleia de credores que pode oficializar a diminuição ou até mesmo a quitação total da dívida relacionada ao fundo que administra o estádio. A nova reunião acontecerá apenas no dia 4 de fevereiro, exato um mês após Duilio Monteiro Alves assumir a presidência do clube.

 
      
 

 
 

A reportagem teve acesso à ata da Assembleia dos Credores da Odebrecht. No documento, uma das advogadas da construtora diz que "no que diz respeito às Recuperandas Odebrecht Participações e Investimentos S.A. – (“OPI”), Odebrecht Energia do Brasil S.A. (“OEB”), Odebrecht Participações e Engenharia S.A. (“OPE”) e Odebrecht Energia e Participações S.A. – (“OEP”), as negociações com os credores haviam avançado, mas que serão necessários prazos adicionais para poder colocar os respectivos PRJs (Plano de Recuperação Judicial) em votação".

No caso do estádio do Corinthians, a quitação perante à empresa está ligada à OPI (Odebrecht Participações e Investimentos S.A). O fundo que administra a Arena tem valores pendentes de empréstimos/debentures, porém, a empresa considera retirar os valores da conta final por considerá-la possível de não quitação.

 
 

 
 

A diretoria do Corinthians espera essa resolução da Assembleia dos Credores da Odebrecht em fevereiro para confirmar a redução da dívida ou até mesmo a quitação da mesma.

É importante ressaltar que o acordo para quitação do empréstimo com a Caixa Econômica Federal, que nada tem a ver com esse acordo final com a Odebrecht, mas ainda não há oficialização por parte do Corinthians nem do banco estatal.

 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Rodrigo Vessoni (Meu Timão)