& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Últimas notícias do treino do Timão antes da semifinal de amanhã

 
       
 

Fagner provavelmente jogará, time treina com três volantes no meio e sem centroavante fixo

 
  Por:

Voz da Fiel

11/09/2018 17:28:29  
       
 
 
 
       
   Últimas notícias do treino do Timão antes da semifinal de amanhã   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  Duilio concedeu uma breve coletiva ainda no gramado para falar sobre diversos assuntos.

Sobre a pressão do Flamengo:

"Isso já passou, é coisa de 20 anos atrás fazer pressão em arbitragem, foi um sorteio, os times têm que estar prontos para chegar ao estádio e jogar bola. Fora isso é tudo mimimi, nem teve o jogo, não sabemos quem sairá vencedor. Essas reclamações não cabem mais no futebol".

Sobre o momento do time:

"Tivemos mais uma mudança na comissão, sabemos que isso não é bom, lutamos contra, mas estamos confiantes, Jair começou um trabalho, tem trabalhado forte, a gente viu uma melhora no clássico. O Corinthians vai pronto para o Rio, para fazer um grande jogo. O apoio da torcida (no aeroporto), o apoio deles é diferente. Temos que ter muita entrega no Rio, essa torcida é diferente".

Sobre o Fagner:

"Fagner teve uma lesão, perdeu jogos, inclusive o clássico contra o Palmeiras. O corte veio da CBF, fizemos os exames e eles cortaram".
 
      
 

 
  Falou das reclamações do Fla sobre arbitragem:

"Tem um certo exagero. Isso já passou, não é mais tempo disso, de pressionar a arbitragem antes de jogo. Os árbitros erram para os dois lados, o Corinthians já foi beneficiado e prejudicado, o Flamengo igual. Esse tipo de pressão criticando sorteio não tem nada a ver. Os times têm que jogar bola. Na Copa do Brasil tem o VAR. Essa pressão não cabe mais no futebol".

Sobre a polêmica:

"Assunto do Fagner é simples e claro: ele teve uma lesão, a CBF solicitou exames, foram feitos exames de imagens e outros pedidos pela CBF, o Corinthians enviou e ele foi cortado. Depois disso, vem trabalhando, temos uma grande estrutura, ele fez fisioterapia, em alguns dias trabalhou em três períodos no fim de semana, ontem voltou a treinar e a gente espera que ele tenha condições amanhã".

"Temos total segurança para escalá-lo. Ele foi cortado pela CBF, não foi um pedido de desconvocação do próprio atleta, como esse artigo prevê. Estamos tranquilos quanto a isso e trabalhando para que ele jogue amanhã".
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Voz da Fiel