& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Timidez e parceria com estrangeiros: Díaz busca espaço no Timão

 
       
 

Díaz e o meia chileno Ángelo Araos ainda não se sentem totalmente confortáveis em falar português, o que dificulta essa comunicação

 
  Por:

Voz da Fiel

30/10/2018 07:03:04  
       
 
 
 
       
   Timidez e parceria com estrangeiros: Díaz busca espaço no Timão   
  Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press  
       
  O atacante Sérgio Díaz teve seu primeiro jogo como titular da equipe do Corinthians na noite do último sábado, na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia, na Arena, praticamente um recomeço na sua carreira. Dono de apenas alguns minutos em campo no empate por 0 a 0 com o América-MG, um mês antes, ele voltou a iniciar uma partida após quase um ano parado e, aos poucos, tenta ficar à vontade no Timão. Para isso, conta com a ajuda de companheiros vindos de países sul-americanos e tenta vencer a timidez.

Escalado por causa da ausência de Clayson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e pela colocação do meia Pedrinho na armação central, substituindo Jadson, o paraguaio teve participação discreta no triunfo alvinegro. Ainda assim, um membro da comissão técnica fez elogios pela movimentação em campo, principalmente por deixar a ponta esquerda, local em que foi escalado, e flutuar para a outra ponta quando o time tinha dificuldades para jogar.

Visto como uma grande promessa do futebol paraguaio, Díaz teve que lidar com uma grave lesão no joelho direito, rompendo o ligamento cruzado em novembro do ano passado. Feliz pela oportunidade de atuar novamente em alto nível, ele considera que estará na sua melhor forma física em 2019, mas quer aproveitar os jogos restantes no final do ano para chegar já consolidado na próxima temporada.
 
      
 

 
  Tímido, ele não costuma conceder entrevistas coletivas nas saídas dos jogos. Contra o Bahia, por exemplo, foi um dos últimos a passar pelo local, já quando a imprensa havia sido avisada que ninguém ia falar. Tanto ele quanto o meia chileno Ángelo Araos ainda não se sentem totalmente confortáveis em falar português, o que dificulta essa comunicação. A ideia, porém, é que isso melhore justamente com a parceria entre os estrangeiros.

Jovens, porém já casados, Díaz e Araos foram recepcionados por Romero no Timão. O paraguaio, há quase cinco anos em São Paulo, aproveitou a folga de dois dias entre domingo e segunda-feira para levá-los, junto com as respectivas famílias, ao litoral paulista, conhecendo algumas praias. Antes, o camisa 11 já havia levado o compatriota ao interior de São Paulo, motivando-o a se conectar mais com a capital paulista.

Foi dessa forma, por sinal, que Romero conseguiu superar o período sem atuar, principalmente em 2015, sob o comando de Tite. Satisfeito com a vida que leva em São Paulo ao lado da namorada, o paraguaio deixa claro que esse é um fator determinante na vontade de continuar no clube. A expectativa no Timão, portanto, é que isso valha também para Díaz, emprestado pelo Real Madrid até o final do ano que vem.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)