& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Timão volta a ter titular da Seleção após 32 anos

 
       
 

lateral-direito Fagner foi escalado na vaga de Danilo, que sofreu uma lesão muscular e não enfrenta a Costa Rica

 
  Por:

Voz da Fiel

24/06/2018 09:13:17  
       
 
 
 
       
   Timão volta a ter titular da Seleção após 32 anos   
  Foto: Reprodução/Internet/FoxSports  
       
  O lateral direito Fagner, que ganhou uma inesperada chance após a lesão de Danilo, na quinta-feira, será o 12º jogador do Corinthians titular da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo. O jogador encerra um jejum de 32 anos do clube sem um atleta nessa condição com “amarelinha”, desde a sólida campanha do goleiro Carlos com a equipe em 1986, no México.

Aquela Copa do Mundo, aliás, foi a mais “corintiana” da história. Além de Carlos, o lateral direito Edson e o centroavante Casagrande chegaram a ser titulares da equipe ao mesmo tempo, tanto na estreia quanto na segunda partida. Uma lesão do defensor e as atuações abaixo da média do atacante, no entanto, fizeram com que apenas o arqueiro mantivesse a condição.

Quem iniciou essa trajetória foi o ponta Lopes, chamado para o Mundial de 1938 e presente na estreia da equipe, a vitória por 6 a 5 sobre a Polônia, além de outros dois embates. Como naquela época ainda não havia a possibilidade de substituição, só a presença já configurava a titularidade. Além dele, o meia Brandão também atuou em dois duelos daquele torneio.

No total, o Alvinegro já cedeu 21 atletas para a Seleção, sendo que três deles estiveram presentes em mais de uma Copa: Baltazar (1950 e 1954), Rivellino (1970 e 1974) e Ricardinho (2002 e 2006). Apenas o atleta presente no pentacampeonato não foi titular em nenhuma ocasião. Somam-se à lista dos que iniciaram ao menos um jogo o goleiro Gilmar (1962), o ponta Garrincha (1966), o lateral direito Zé Maria (1974) e o meia Sócrates (1982).
 
      
 

 
  Contando atletas estrangeiros, Fagner é o 16º a ser titular, encerrando um jejum bem menor. Os últimos a atingirem esse patamar foram o volante Javier Mascherano e o atacante Carlos Tevez, em 2006, na Alemanha, que deixaram o clube rumo à Inglaterra meses depois. Antes, o volante Freddy Rincón, pela Colômbia, e o zagueiro Carlos Gamarra, pelo Paraguai, haviam liderado seus países em 1998, na França (veja mais abaixo).

Linha do tempo do Corinthians na Copa, por todas as seleções:

2006 – Ricardinho jogou duas vezes pelo Brasil, ambas entrando no segundo tempo. Mascherano jogou os cinco jogos da Argentina, todos como titular. Tevez, que marcou um gol, atuou em quatro duelos, sendo titular em dois.

2002 – Vampeta jogou na estreia, contra a Turquia, entrando no segundo tempo. Ricardinho marcou presença em outros dois jogos, também entrando durante as partidas. Dida não jogou.

1998 – Rincón foi titular nos três jogos da Colômbia, enquanto Gamarra liderou o Paraguai nos quatro embates até a queda nas oitavas para a França

1994 – Viola jogou um jogo apenas: a final. Entrou no segundo tempo da prorrogação.

1986 – Carlos, Edson e Casagrande foram titulares na estreia e no segundo jogo. O goleiro seguiu titular durante todo o torneio, até as quartas de final, contra a França, mas Edson, que se machucou com dez minutos no segundo embate, não atuou mais. Casagrande, por sua vez, perdeu a posição e só entrou em mais uma ocasião, vindo do banco.

1982 – Sócrates foi titular nos cinco jogos do Brasil e, capitão, nem sequer foi substituído neles.

1978 – O zagueiro Amaral, contratado do Guarani, jogou os sete jogos da Seleção no torneio como titular.

1974 – Rivellino foi titular e principal jogador da Seleção, atuando nos sete jogos e fazendo três gols na campanha que culminou no quarto lugar. Zé Maria esteve em quatro desses duelos.

1970 – Rivellino foi titular em cinco dos seis jogos, perdendo um apenas para ser poupado no triunfo contra a Romênia. O armador fez três gols no torneio, sendo um nas quartas e outro na semifinal. O goleiro Ado não jogou.

1966 – Garrincha foi titular em dois dos três jogos do torneio e fez um gol.

1958 – O goleiro Gilmar jogou os seis jogos do primeiro título mundial do país. O lateral esquerdo Oreco não jogou.

1954 – Baltazar foi titular em dois dos três jogos, marcando um gol. Cabeção, goleiro reserva, não jogou.

1950 – Baltazar foi titular em dois dos seis jogos, marcando um gol em cada um deles.

1938 – O ponta Lopes foi o primeiro corintiano a jogar em uma Copa do Mundo, atuou em três dos cinco jogos do Brasil, entre eles a estreia, com vitória por 6 a 5 contra a Polônia. O meia Brandão, também convocado, jogou duas partidas no Mundial.

Observação: Em 2014, Lodeiro foi contratado pelo Corinthians dias antes do Mundial, mas não tinha atuado pelo clube quando jogou a Copa pelo Uruguai.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: FoxSports