& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Timão quebra recorde de passes do Brasileirão

 
       
 

Timão sofre para bater o América-MG, em Itaquera, pelo Brasileirão

 
  Por:

Voz da Fiel

01/06/2018 16:50:52  
       
 
 
 
       
   Timão quebra recorde de passes do Brasileirão   
  Foto: Globo Esporte  
       
  A primeira (e suada) vitória de Osmar Loss como técnico do Corinthians foi também o dia de um recorde. Ninguém até a oitava rodada desta edição do Campeonato Brasileiro trocou tantos passes quanto o Timão para vencer o América-MG por 1 a 0, quinta-feira, em Itaquera. Mas faltou criatividade.

Segundo números do scout da TV Globo, foram nada menos que 536 passes certos, nove a mais do que o Atlético-PR no empate por 0 a 0 com o Paraná, pela sétima rodada. Antes do duelo com o Coelho, os maiores números do Corinthians no quesito tinham sido alcançados contra Fluminense (413) e Ceará (400), adversários que também atuaram fechados na Arena.

O Timão dirigido por Loss indica que será mais paciente com a bola nos pés do que aquele comandado por Fábio Carille. Contra o Inter, a equipe trocou passes por mais de um minuto até que Mateus Vital marcasse. Diante do América-MG, bem fechado na defesa, a estratégia não funcionou tão bem.

O Corinthians sentiu muito a ausência de Maycon, suspenso. Justamente o jogador que deixa a defesa para ser um “homem-surpresa” na frente. Com Paulo Roberto e Gabriel, o Timão perdeu a capacidade furar o bloqueio rival pelo meio.

Não por acaso, os seis jogadores de defesa do Corinthians foram os que mais tocaram na bola: Balbuena (71 passes certos), Gabriel (69), Henrique (64), Sidcley (64), Paulo Roberto (61) e Mantuan (52). Na frente, Rodriguinho foi quem menos participou, com 28 passes certos e nennhum errado.
 
      
 

 
  Mantuan e Sidcley quase não foram à linha de fundo por terem Luan e Aylon jogando nas costas. Jadson, Mateus Vital e Pedrinho não conseguiram êxito nas triangulações, e Rodriguinho acabou preso entre zagueiros e volantes.

– Usamos triangulações e sempre achamos superioridade numérica (do adversário). Isso que você vê de o Corinthians não conseguir realizar o jogo vai muito do que o América-MG fez – justificou Loss na entrevista coletiva.

O gol de Jadson em rebote de finalização de Gabriel no início do segundo tempo fez a equipe relaxar e exibir problemas. O América-MG abandonou a defesa e só não empatou graças a boas defesas do goleiro Walter.

Loss terá de corrigir algumas brechas defensivas apresentadas em seus três jogos. O Corinthians passou a dar mais espaços aos adversários, sobretudo entre a linha de defesa e os volantes.

A atuação abaixo do esperado volta a trazer dúvidas sobre qual estratégia de jogo seguir, principalmente em casa contra adversários defensivos. O Timão ganha qualidade técnica com Rodriguinho adiantado, mas perde a referência na área. E ela fez falta contra o América-MG – Roger é a opção.

É só o início de um trabalho que não deve ter grandes diferenças em relação a Carille. Mas contra o Flamengo, domingo, às 16h, no Maracanã, no jogo que pode valer a liderança do Brasileirão, o Corinthians de Loss terá um teste de fogo.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Carlos Augusto Ferrari (Globo Esporte)