& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Timão leva ao clássico renegados pelo São Paulo

 
       
 

Danilo Avelar e Pedrinho estarão do lado do Corinthians no clássico

 
  Por:

Voz da Fiel

20/07/2018 13:54:11  
       
 
 
 
       
   Timão leva ao clássico renegados pelo São Paulo   
  Foto: Web/Voz da Fiel  
       
  Danilo Avelar e Pedrinho estarão do lado do Corinthians no clássico deste sábado, contra o São Paulo, às 21h, no Morumbi. Poderia ser diferente, porém, se os dois não tivessem tido dispensados na base tricolor no início de suas carreiras, em histórias comuns a outros nomes do elenco alvinegro.

No caso de Avelar, uma década exatamente separa a breve passagem pelo São Paulo da chegada como reforço do Corinthians. Em 2008, o lateral-esquerdo dava seus primeiros passos no futebol, ainda nas divisões interiores do Paraná, quando foi levado por César Sampaio para o CT de Cotia.

“Fui fazer testes, como todo moleque. Na época, o César era meu empresário, me levou lá. Fiquei, se não me engano, 15 ou 20 dias, mas não fui aprovado. Depois, logo em seguida, fui para o Palmeiras, também não fui aprovado, fui parar no Rio Claro, e as coisas começaram a dar certo”, relembrou.

Natural de Paranavaí, no interior do Paraná, Avelar já havia acumulado frustrações em testes no Coritiba, até enfim engrenar no Paraná Clube. Depois das dispensas em São Paulo, foi levado também por César Sampaio ao Rio Claro, onde o ex-atleta era dirigente, e sua carreira engrenou.
 
      
 

 
  Hoje xodó da torcida corintiana e brigando por vaga entre os 11 titulares de Osmar Loss, Pedrinho tem experiência parecida com o rival deste sábado. Na época, o jovem ainda era conhecido como Vitinho, por causa do segundo nome, e, com seu 1,71m, não conseguiu convencer em Cotia.

Pedrinho também já acumulava a decepção de ter sido dispensado da base do Vitória. A oportunidade de vestir a camisa do São Paulo, ainda como sub-15, foi intermediada pelo apresentador César Filho, torcedor tricolor e antigo amigo do empresário do meia, Will Dantas.

A frustração no São Paulo, aliás, quase acabou precocemente com a carreira do corintiano. “Com dois "não" nas costas, eu queria desistir, não aguentava mais ser reprovado", revelou Pedrinho, em entrevista em 2016, ao site oficial do Corinthians – que virou seu clube a partir de 2013.

Além da dupla, os lesionados Ralf e Emerson Sheik são outros corintianos com história na base são-paulina. O volante, que tem contusão na panturrilha direita, passou pelo rival em 2004; enquanto o atacante, retornando de problema no tornozelo esquerdo, chegou até os profissionais em 1999.

O caso de Sheik é curioso pois sua saída do São Paulo teve a ver com o fato de ter sido descoberto após atuar com o RG alterado. Na equipe principal, o hoje corintiano chegou a ser até lateral e marcou dois gols, mas foi para o futebol japonês logo depois de que o caso do “gato” estourou.

Já os meias Jadson e Danilo também tem passado tricolor, mas em situação bem diferente. O primeiro foi contratado em 2012 e rumou ao Corinthians em troca com Alexandre Pato em 2014; já o segundo teve passagem marcante no Morumbi, com títulos do Brasileiro, Libertadores e Mundial.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: ESPN