& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Romero reencontra o Santos após polêmica

 
       
 

em março, paraguaio disse que rival era um "time pequeno" após empate no Estadual

 
  Por:

Voz da Fiel

06/06/2018 17:26:16  
       
 
 
 
       
   Romero reencontra o Santos após polêmica   
  Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians  
       
  A recuperação de Romero para o clássico contra o Santos, nesta quarta-feira, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians, pela décima rodada do Brasileirão, devolve ao técnico Osmar Loss um jogador experiente, acostumado a jogos grandes, com estilo provocador e bons números na temporada.

Autor de quatro gols no ano, o paraguaio divide com Rodriguinho a liderança no número de assistências: seis. A última delas para Mateus Vital, na derrota por 2 a 1 para o Internacional, em Porto Alegre, quando sofreu uma lesão muscular e virou desfalque por duas partidas.

A volta de Romero num clássico contra o Santos, porém, é emblemática.

Isso porque foi ele o pivô da maior polêmica do último encontro entre os dois rivais, no empate por 1 a 1 pelo Paulistão, em março. Na ocasião, após irritar os santistas, o corintiano deixou o gramado ironizando a comemoração dos rivais com o gol de empate, nos minutos finais.

– O cara me deu uma porrada, mas tá tudo bem, é parte do jogo, olha como estão comemorando. É time pequeno – disse, referindo-se anteriormente a um lance em que deu um carrinho de reservas no banco de reservas do Santos e ganhou um toquinho nas pernas.

A declaração repercutiu e causou ira entre santistas. Jornalistas e comentaristas também não concordaram com a provocação de Romero, e acusaram o atleta de não conhecer a história do Peixe. Chateado, o atacante levou as críticas para o lado pessoal e acusou boa parte da imprensa de xenofobia. Em pronunciamento no CT dias depois, pediu desculpas aos ofendidos.

– Pelo visto, vi que muitos jornalistas são santistas – chegou a dizer.
 
      
 

 
  O fato é que, com seis gols em clássicos contra Palmeiras, São Paulo e Santos, sendo dois deles diante do clube da Vila Belmiro, Romero vai conquistando a antipatia dos torcedores rivais. Algo que ele não se incomoda de causar.

– Isso é normal. Você joga contra o rival de sempre. Se o jogador faz um gol ou uma gracinha, você fica com raiva dele. Nos clássicos, trato de fazer o meu melhor para o Corinthians. Sempre fico muito concentrado na véspera dos jogos, é uma preparação diferente, pelo clima que é gerado – disse, em entrevista ao Globo Esporte no início de maio.

Artilheiro da Arena Corinthians com 23 gols, o atacante faz seu último jogo antes da pausa da Copa do Mundo. Ele e Balbuena vão se apresentar à seleção paraguaia para o amistoso contra o Japão. Com isso, os atletas perdem os jogos contra Vitória, no sábado, e Bahia, na próxima semana.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Marcelo Braga (Globo Esporte)