& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Roger escolheu o Timão ao invés do Inter

 
       
 

depois de deixar o Inter, Roger entrou em campo três vezes pelo Corinthians e fez um gol

 
  Por:

Voz da Fiel

27/05/2018 09:18:08  
       
 
 
 
       
   Roger escolheu o Timão ao invés do Inter   
  Foto: UOL  
       
  Quarenta dias se passaram desde que Roger deixou o Internacional rumo ao Corinthians em uma negociação que envolveu o atacante Lucca. Neste domingo, os times se enfrentam em Porto Alegre pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro em meio a rusgas entre o clube gaúcho e o centroavante.

Partiu de Roger a opção de trocar o Internacional pelo Corinthians. O jogador de 33 anos assinou contrato de duas temporadas com o clube gaúcho após deixar o Botafogo, mas pediu o desligamento assim que soube do interesse dos paulistas. Tal postura arranhou uma imagem considerada até então exemplar.

Nos bastidores do Inter, Roger não manteve o status. O centroavante chegou ao clube em janeiro respaldado por uma série de comentários positivos de ex-companheiros, dirigentes e treinadores. Na avaliação deles, o atleta sempre teve uma postura profissional e era considerado uma liderança importante no momento de reconstrução pelo qual o clube ainda passa.

Essa visão ajudou a minimizar a condição física e técnica. Ambas foram deixadas, inicialmente, em segundo plano. Recuperando-se de um tratamento de tumor, o jogador não atuava desde setembro do ano passado e ainda buscava a Essa visão ajudou a minimizar a condição física e técnica. Ambas foram deixadas, inicialmente, em segundo plano. Recuperando-se de um tratamento de tumor, o jogador não atuava desde setembro do ano passado e ainda buscava a reabilitação total.

Foi isso que o Inter fez. O clube deu tranquilidade para ele encontrar a melhor forma física, além de chances de jogar o tempo que fosse possível. Roger, então, voltou a marcar no dia 27 de janeiro, quando fez seus únicos dois com a camisa do Inter, diante do Avenida, pelo Gauchão.

Após a lesão de Leandro Damião, Roger foi mantido como titular, mesmo com rendimento bem abaixo do esperado. Em má fase, o centroavante recebeu o respaldo do técnico Odair Hellmann. Cobrado pela torcida, ainda recebeu apoio de todos setores do clube.
 
      
 

 
  Em meados de abril, Roger, então, sinalizou positivamente a um interesse do Corinthians, ao contrário do que havia feito em novembro. À época, preferiu o Inter por ter mais chances de entrar em campo. No clube paulista, na visão de Roger, haveria uma forte concorrência com o atacante Jô.

"Deixei o Internacional por uma oportunidade de vir ao Corinthians. Por talvez não concordar com algumas coisas de jogo e de trabalho. Quanto tive a chance [de sair], falei que sim. Eles podiam dizer não, mas eu pedi por favor para que me deixassem vir para o Corinthians, disse que queria um novo desafio, que tinha um sonho de vestir essa camisa", explicou Roger em sua primeira entrevista como jogador corintiano.

Mesmo que não se manifeste sobre o tema publicamente, o Internacional ficou magoado com a forma que as coisas aconteceram. Insistiu, deu oportunidade, defendeu Roger e viu o jogador virar as costas e pedir para ir embora.

Roger fez três jogos pelo Corinthians

O atacante desembarcou no Parque São Jorge no dia 20 de abril com a dura tarefa de substituir Jô, que brilhou no clube e foi o principal nome do título brasileiro de 2017. Roger, porém, encontrou um cenário complicado, pois o time corintiano montado pelo técnico Fábio Carille já atuava sem centroavante.

Roger teve a primeira chance diante do Ceará, Titular, o atacante perdeu uma grande chance de virar o jogo no segundo tempo ao finalizar de cabeça um lance em que estava completamente livre na área.

Depois, Roger atuou seis minutos diante do Palmeiras e voltou a ser titular contra o Sport, no último fim de semana. No jogo disputado na Arena Pernambuco, o jogador foi às redes e abriu o placar para o Corinthians, que sofreu o empate minutos depois.

Roger deve começar a partida deste domingo no time titular, pois Rodrinho está fora da partida. Se isso acontecer, o Corinthians passaria a atuar no 4-2-3-1, abandonando o esquema 4-2-4, sem centroavante. Já Lucca iniciará a parida no Inter - o atacante ex-Corinthians também marcou um gol com a camisa colorado.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Diego Salgado (UOL)