& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Roger deve abrir espaço a Jonathas ou novo esquema contra o Inter

 
       
 

o atacante Roger ganhou moral e espaço com o técnico Jair Ventura, sendo titular do Corinthians tanto no Derby no Allianz Parque quanto na vitória de virada sobre o Sport, no último domingo, na Arena

 
  Por:

Voz da Fiel

18/09/2018 08:28:00  
       
 
 
 
       
   Roger deve abrir espaço a Jonathas ou novo esquema contra o Inter   
  Foto: Reprodução/Internet/Voz da Fiel  
       
  A pouca produção ofensiva e a vontade do treinador de testar a melhor opção para encarar o Flamengo, pela Copa do Brasil, no entanto, devem fazer com que o camisa 9 não entre em campo no próximo final de semana.

Sem poder atuar no torneio de mata-mata, única chance de título do clube neste segundo semestre, por ter defendido justamente o Internacional, adversário do domingo, às 16h (de Brasília), em Itaquera, Roger provavelmente ficará no banco de reservas.

Resta definir se o comandante vai optar por uma simples troca com Jonathas, outro centroavante do elenco, ou mudar o esquema.

“A gente pode insistir com o Roger, testar outras opções. Queria colocar o Jonathas também no jogo contra o Sport, mas acabou que não deu por causa da lesão do Paulo (Roberto)”, avaliou Jair, que atuou no último terço do embate contra os pernambucanos colocando Romero na referência do ataque.
 
      
 

 
  As alternativas, além da troca de 9 por 9 e da manutenção do paraguaio como referência, exatamente o esquema que virou o jogo contra o Leão, podem estar também no meio-campo. Mateus Vital, que melhorou o time ao substituir Douglas, pode ganhar seu espaço.

Um fato, porém, é que nada deve ser definido pelo menos até sexta-feira, quando o Alvinegro passará a tratar mais da escalação para encarar os colorados. Com uma semana cheia de treinamentos, Jair quer testar a competitividade dentro do elenco antes de optar por um ou outro atleta.

“Não posso cravar a situação de quem não joga faltando uma semana para a partida. Eu tenho uma competitividade interna que é muito importante e todos têm a possibilidade de jogar”, concluiu o treinador.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Tomás Rosolino (Gazeta Esportiva)