& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Pai revela conversa com Carille

 
       
 

pai revela conversa com Carille sobre saída do Corinthians: Não vai ter jeito, acho que vou ter de sair

Joaquim e Vanda conversaram com o filho, que confirmou estar próximo do clube saudita Al-Hilal

 
  Por:

Voz da Fiel

17/05/2018 19:53:48  
       
 
 
 
       
   Pai revela conversa com Carille   
  Foto: Web/Voz da Fiel  
       
  Técnico do Corinthians, Fábio Carille disse aos pais que a oferta do Al-Hilal, da Arábia Saudista, é irrecusável e que deve deixar o comando do atual campeão paulista assim que retornar ao Brasil.

Em Sertãozinho, onde vivem, os pais Joaquim Pereira de Araújo e Vanda Carille contam que o filho demonstrou muita empolgação com a proposta e com as bases contratuais do time árabe, que toparia pagar um salário duas vezes maior do que Fábio recebe no Timão.

– É a segunda ou terceira proposta que ele recebe de lá, assim como teve outras de clubes daqui do Brasil. Ele falou: "Pai, não vai ter jeito, acho que vou ter de sair, pois realmente é incrível, vou decidir no Brasil, mas desta vez não vai ter jeito". Ele poderia levar até três pessoas na comissão dele, o que já ajudava muito. Isso ele me disse ontem (quarta-feira) à noite – revelou seo Joaquim.
 
      
 

 
  Para o pai do comandante do Corinthians, o filho deve escolher a segurança financeira mesmo com o fato de abandonar o Corinthians no meio da campanha do Campeonato Brasileiro, onde o time lidera ao lado de Atlético-MG e Flamengo.

– Ele não falou em números, só me disse que era irrecusável. E vendo programas de TV, parece que é um negócio absurdo. Muitas vezes um cara, ainda mais sendo novo como ele é, tem de aproveitar. Pelo o que falei com ele ontem, acho difícil. É irrecusável, infelizmente por um lado, mas felizmente por outro que é o valor dele. Eu sempre o apoiei, não só por ser meu filho. É que é um monte de dinheiro. Mas ele merece, sempre trabalhou por isso. Não é de graça que vem, colheu o que plantou. Então sempre vou apoiar – revelou Joaquim.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Geraldo Neto (Globo Esporte)