& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Oswaldo Brandão comandava o Timão pela última vez

 
       
 

treinador é o que mais comandou o Timão na história

 
  Por:

Voz da Fiel

15/07/2018 13:39:55  
       
 
 
 
       
   Oswaldo Brandão comandava o Timão pela última vez   
  Foto: Edu Garcia/Estadão  
       
  Neste domingo (15), completam-se 37 anos da última vez que o Corinthians entrou em campo sob o comando de Oswaldo Brandão. A partida foi contra o Juventus (SP) e aconteceu no estádio do Pacaembu, em jogo válido pelo Campeonato Paulista.

Para esta partida, Oswaldo escalou o time no 4-4-2 com César, Zé Maria, Gomes, Wágner e Wladimir, Caçapava, Paulinho, Zenon, Biro-Biro; Washington e Joãozinho. Durante o jogo, promoveu a entrada do ponta-esquerda Carlinhos no lugar de Washington. A equipe do Juventus chegou a abrir 3 a 0, mas o Corinthians conseguiu buscar o empate, com Paulinho, Zenon e Biro-Biro.

Oswaldo Brandão, esteve no comando do Timão por 435 jogos. O treinador ficou de 1954 a 1958, 1964/66, 1968, 1977/78, 1980/81. Dentre os títulos destaca-se o Paulista de 1977, título que encerrou um jejum de 23 anos sem título do Alvinegro.
 
      
 

 
  Nesta passagem, ficou marcada a “visão do título” do treinador. Depois de uma derrota para o Guarani por 1 a 0 em 21/09/1977, que praticamente alijava o Corinthians da disputa do título, trancou-se no vestiário com os jogadores, não deixando nem mesmo o presidente – na época Vicente Matheus – entrar no vestiário. Ali, decretou “só depende de vocês”. A partir deste dia, o Timão conquistou todas as vitórias nas partidas restantes, inclusive na decisão contra a Ponte Preta, levantando a taça tão cobiçada.

Brandão também conquistou o Campeonato Paulista em 1954 e o Rio-São Paulo de 1954 e 1966. O aproveitamento do treinador foi de 251 vitórias (57.7%), 93 empates (21.4%) e 91 (20.9%) derrotas em 435 jogos, com 938 gols marcados e 545 sofridos, esses números o colocam como o treinador que mais comandou o time do Parque São Jorge na história, até os dias de hoje.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Corinthians