& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

O peso financeiro da eliminação do Corinthians

 
       
 

das maiores bilheterias a prêmio de R$ 4 milhões: o custo financeiro que a eliminação do Corinthians causou

 
  Por:

Voz da Fiel

31/08/2018 15:28:21  
       
 
 
 
       
   O peso financeiro da eliminação do Corinthians   
  Foto: ESPN  
       
  Se a Copa Libertadores não era a maior prioridade do Corinthians na temporada segundo o presidente Andrés Sanchez, financeiramente, ela tinha sua importância para o clube. Com a eliminação diante do Colo-Colo, os cofres alvinegros sentem impacto que supera, no mínimo, R$ 6 milhões.

A primeira perda é pelo valor que a Conmebol pagará aos clubes que chegam às quartas de final: 950 mil dólares ou R$ 3,9 milhões na cotação atual. Com a eliminação, o Corinthians deixou a competição com pouco mais de R$ 10 milhões, ganhos entre a primeira fase e as oitavas.

Em premiações, o Corinthians teve direito a 600 mil dólares (quase R$ 2,5 milhões) por cada um dos três jogos que fez em casa, e mais US$ 750 mil (R$ 3,1 milhões) pela vaga nas oitavas.

Se seguisse avançando, até uma eventual final, os ganhos poderiam crescer ainda mais. Além do valor das quartas, a Conmebol pagará US$ 1,35 milhão (R$ 5,6 milhões) aos semifinalistas, US$ 3 milhões (R$ 12,4 milhões) extras ao vice e US$ 6 milhões (R$ 24,9 milhões) ao campeão.

A Libertadores ainda era responsável pelas maiores arrecadações, em média, nos jogos na Arena – auxiliando, portanto, o fundo destinado ao pagamento da construção do estádio. As quartas garantiam, ao menos, mais um duelo em casa.
 
      
 

 
  Em média, cada um dos quatro jogos da competição rendeu R$ 2,3 milhões brutos de renda ao clube, enquanto Campeonato Brasileiro (11 partidas), Paulista (nove) e Copa do Brasil (dois) não chegaram nem perto dessa marca – R$ 1,4 milhão, R$ 1,5 milhão e R$ 1,1 milhão, respectivamente.

A partida contra o Colo-Colo, por exemplo, foi responsável pelo segundo maior faturamento da Arena com jogos em 2018, com R$ 2,73 milhões. A renda bruta só fica atrás da obtida no primeiro jogo da final do Paulista, contra o Palmeiras, que seria justamente o rival das quartas de final.

Na ocasião, 43.535 torcedores foram ao estádio, para renda bruta de R$ 3,18 milhões. O valor é bem próximo da média do Corinthians nos três jogos de mata-mata decisivos que fez em sua casa na Libertadores, R$ 2,93 milhões.

Completam a certeza de que a combinação da Libertadores e o maior rival do outro lado garantiriam boa arrecadação o fato de os três clássicos já realizados nesta temporada na Arena responderam por três dos seis maiores públicos que o Corinthians teve no ano - e nenhum, claro, pela competição que mais anima o torcedores.

Para piorar nas finanças, o Corinthians ainda teve um prejuízo inesperado contra o Colo-Colo, com 180 cadeiras quebradas no setor visitante, com um custo estimado de R$ 50 mil. A conta, no entanto, será encaminhada ao clube chileno.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: ESPN