& vbCrLfFrase da barra de menu desktop
Logo Voz da Fiel Titulo mobile
       
 

Loss diz entender vaia da torcida

 
       
 

na opinião do treinador, torcida precisa entender a dificuldade do trabalho com o time

 
  Por:

Voz da Fiel

02/09/2018 06:42:02  
       
 
 
 
       
   Loss diz entender vaia da torcida   
  Foto: Marcos Ribolli/Globo Esporte  
       
  Três dias depois da eliminação na Libertadores, o Corinthians não passou de um empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro. O técnico Osmar Loss ouviu vaias (algumas antes até do apito final) que disse entender, com a ressalva de que, por conta de algumas dificuldades, a campanha é justificável.

– Se a gente avaliar o desempenho esperado, são (vaias) justas. Agora, se a gente avaliar as dificuldades que a gente passa, a dedicação de produzir um jogo melhor, de trabalhar de dois em dois dias um jogo, com alta dificuldade dos adversários, acho que o rendimento não está fora do normal – disse o treinador, na arena.

– É claro que não estamos satisfeitos. Nem eu, certamente nem a diretoria, a torcida e os jogadores. Faço meu melhor diariamente, estudo o adversário, treinamos dentro do tempo que temos para treinar. Tudo de melhor que podemos fazer tem sido feito.

Neste sábado, Osmar Loss não teve sete titulares. Além de Cássio, Henrique e Jadson, que foram poupados, e de Pedro Henrique, machucado, três cumpriam suspensão: Douglas, Clayson e Fagner (que também está entregue ao departamento médico).

Mesmo assim, parte da torcida não perdoou o treinador e o vaiou ainda com bola rolando, aos 25 minutos do segundo tempo, quando ele substituiu Romero por Mateus Vital.
 
      
 

 
  – É natural que, se os resultados não aqueles que eles desejam, que eles fiquem insatisfeitos. Hoje tivemos seis jogadores diferentes, mas entendo o lado deles. Era dia de festa, Corinthians fazendo aniverário (de 108 anos), gostaríamos de ter tido uma vitória. Mas acho que um pouco não de paciência, mas de entender tudo o que está acontecendo – avaliou, ao explicar sua intenção na alteração.

– Em alguns momentos, a gente (treinador e torcedor) pensa a mesma coisa, em outras não. Na nossa avaliação, o Romero já estava desgastado fisicamente, e o Emerson começou a passar mais pelo lado do campo.

Com o empate por 1 a 1 contra o Atlético-MG, o Corinthians chegou a 30 pontos, e tomou do Cruzeiro a sétima colocação do Campeonato Brasileiro. O time mineiro pode recuperá-la se somar ponto diante do Internacional, neste domingo.
 
      
   
 

 
 
Avaliação desta notícia vai para: Eduardo Rodrigues (Globo Esporte)